Por Academia Marial Em Títulos de Nossa Senhora Atualizada em 08 MAI 2018 - 09H31

Nossa Senhora de Luján: padroeira da Argentina e do Uruguai

Na Argentina a devoção mariana remonta aos seus colonizadores, no início do século XVI. Diz a tradição que nas guerras da independência os conquistadores e generais não saíam para as batalhas sem antes pedir com seus soldados a proteção da Virgem Maria.

Adrián Melo - Arq. Basílica Nossa Senhora de Luján
Adrián Melo - Arq. Basílica Nossa Senhora de Luján

Entre os muitos santuários dedicados a Nossa Senhora, destaca-se o de Luján, cerca de 60 km a oeste de Buenos Aires. A origem do título Nossa Senhora de Luján é contada de pai para filho: um rico fazendeiro, Antonio Farias de Sá, habitante de Sumampa, hoje Santiago deI Estero, encomendara de um amigo brasileiro, uma estatueta da Imaculada Con­ceição.

Leia MaisNossa Senhora de Luján: padroeira da Argentina e do UruguaiEra sua intenção construir na fazenda uma capela em louvor à Virgem Maria. Chegada de navio a Buenos Aires, sua encomenda seguiu viagem com outras mercadorias, em carros de bois. Às margens do rio Luján, os mercadores fizeram uma parada. No dia seguinte, por um estranho prodígio, os bois empacaram e nada os fazia andar. Resolveram então aliviar-Ihes a carga. De nada adiantou. Só depois que o último caixote, justamente o que guardava a imagem, foi retirado do carro, os bois saíram do lugar. Todos entenderam então que era ali que a Virgem queria ficar. Estando próximos da fazenda de João Rosendo, para lá se dirigiram em procissão, e improvisaram um altar para a imagem. Tão logo possível, construíram ali uma pequena capela que hoje é o belíssimo santuário de Luján. Esse local ficou conhecido como a “deten­ção da carreta” ou o “milagre de Luján”.

A devoção a Nossa Senhora de Luján espalhou-se por toda a Améri­ca. Sua festa principal é celebrada no dia 8 de maio.

Luján, na Argentina, é atualmente um dos Santuários mais visitados do mundo.  No ano de 1763 uma imponente Igreja foi edificada.

Já no final do século XIX, em 1887, foi reconhecida, autorizada e abençoada como Basílica. Argentina e Uruguai, em 1930, passaram a ter em Nossa Senhora de Lujan, a Sua Padroieira.


1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Títulos de Nossa Senhora

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.