Código Personalizado
Revista de Aparecida

Basílica de Aparecida, casa de acolhida

Escrito por Victor Hugo Barros

17 NOV 2022 - 09H45 (Atualizada em 28 DEZ 2022 - 10H38)

CDM - Centro de Documentação e Memória

Eram 10h do dia 11 de novembro de 1955 quando o então cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta acionou a betoneira, iniciando assim a concretagem das primeiras sapatas da Nave Norte. As crônicas da época também destacam que, na ocasião, houve intensa participação dos devotos de Nossa Senhora.

A presença dos romeiros, aliás, esteve sempre registrada nas obras da nova Basílica. Com a grande afluência do povo, mesmo em meio a andaimes e obras, a estrutura bruta da Nave Norte acolheu, em 08 de dezembro de 1958, a instalação da Arquidiocese de Aparecida, criada pelo Venerável Papa Pio XII.

CDM - Centro de Documentação e Memória
CDM - Centro de Documentação e Memória
A primeira missa celebrada na Nave Norte da Basílica, em 21 de junho de 1959.


Foi somente em 21 de junho de 1959 que o atendimento aos romeiros tornou-se mais frequente na construção. Na época, não estava completo nem um quinto da atual construção. A partir dessa data, todos os domingos, o atendimento pastoral passou a acontecer nas obras do novo templo. Batizados, casamentos e confissões também passaram a ocorrer na nova estrutura.

Ainda que inacabada, a Nave Norte da Basílica continuou acolhendo outros eventos. Em 29 de junho de 1964, o primeiro cardeal-arcebispo de Aparecida, Dom Carlos Carmelo de Vasconcellos Motta, tomou posse solenemente na estrutura inacabada. Em 15 de agosto de 1967, também em meio a andaimes, a Rosa de Ouro, presenteada pelo Papa Paulo VI, foi ofertada de forma oficial à Padroeira do Brasil.

CDM - Centro de Documentação e Memória
CDM - Centro de Documentação e Memória
O primeiro Batizado realizado no Santuário em construção, em 21 de junho de 1959.


Ao longo dos 67 anos de construção, a estrutura de acolhida do Santuário Nacional continuou a ser aprimorada. Até hoje, graças à generosidade dos devotos de Nossa Senhora Aparecida, a Casa da Padroeira do Brasil continua a ser edificada, como um grande monumento da fé do povo brasileiro àquela que é a Mãe de Deus e Nossa.


Faça parte da Família dos Devotos e ajude a Obra de Evangelização do Santuário Nacional.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Revista de Aparecida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.