Por Jornal Santuário Em Notícias Atualizada em 30 NOV 2018 - 15H04

Igreja mobiliza-se para luta contra a Aids

Para fortalecer o combate à Aids, a Igreja se une às organizações da sociedade civil todos os anos, no dia 1º de dezembro. A Pastoral da Aids sai às ruas para informar, orientar e esclarecer a população sobre a epidemia de HIV. 

Shutterstock
Shutterstock

O Dia Mundial de Luta Contra a Aids é um grande evento político, que cria espaços de diálogo e debate com os programas de Aids nas três esferas políticas, para discutir os rumos da resposta brasileira. Nesse dia, busca-se reivindicar melhorias e políticas que detenham o HIV e melhorem a qualidade de vida das pessoas que convivem com a Aids. Os meios de comunicação católicos, assim como padres, religiosas e religiosos e bispos garantem apoio às iniciativas e reforçam de forma significativa a campanha. O planejamento prevê inúmeras ações organizadas nos municípios e paróquias onde os agentes pastorais atuam. A expectativa é que se alcance o maior número possível de pessoas, levando informação e orientação sobre a Aids e sobre o teste de HIV.

A Pastoral da Aids está envolvida há vários anos na luta para informar e orientar a população sobre a necessidade de fazer o teste para HIV. A Igreja assume este serviço e, sem preconceitos, acolhe, acompanha e defende os direitos daqueles que foram infectados pela Aids.

O HIV é um vírus que se espalha por meio de fluídos corporais e afeta células específicas do sistema imunológico. Sem o tratamento antirretroviral, o vírus afeta e destrói essas células e torna o organismo incapaz de lutar contra infecções e doenças.

Atualmente, não existe uma cura efetiva e segura, mas os cientistas trabalham intensamente em busca de resultados. Enquanto isso não acontece, com cuidados médicos apropriados, o portador do vírus HIV pode ter a doença controlada.

Segundo dados da Unaids, já são mais de 800 mil pessoas vivendo com HIV no Brasil. A maioria dos óbitos atualmente são de pessoas que descobrem tardiamente a infecção. Esse fator agrava o quadro de saúde, dificulta o tratamento com os antirretrovirais e onera o Sistema de Saúde com internações longas o que, consequentemente, aumenta os custos com o tratamento das doenças oportunistas – aquelas que se aproveitam da baixa imunidade para se alojarem no organismo.

A epidemia da Aids é uma realidade desde 1980. Muitas pessoas, organizações e setores da sociedade empenham suas energias há anos no controle da doença. Essa realidade e a necessidade de envolver um número sempre maior de forças para lutar contra a doença aproximou também o Ministério da Saúde da Igreja Católica com a finalidade de unir forças para lutar contra o HIV.

Desde o início, quando a doença ainda era desconhecida, a Igreja acolhia, em casas de apoio e centros de convivência, os portadores da doença. Nesse tempo, muita das pessoas abandonadas eram recebidas pela Igreja. Com o passar dos anos, e com a chegada dos medicamentos antirretrovirais (ARV), o trabalho pastoral se abriu para as ações de prevenção, com formação de agentes multiplicadores de informação, assim como os promotores de ações de base.

Ao longo dessa jornada, também ampliou-se o trabalho na acolhida e acompanhamento das pessoas que vivem e convivem com a doença, desenvolveu-se uma linha de trabalho assumindo campanhas como a do teste HIV, vigília pelos mortos de Aids e dia Mundial de luta contra a Aids.

Outro aspecto que foi um grande avanço promovido pela Igreja foi o programa de incidência política, onde se formam agentes de Pastoral da Aids para atuarem nas políticas públicas e para o engajamento nos conselhos de saúde, nas comissões de DST/Aids, nas frentes parlamentares e em fóruns.

A Pastoral da Aids é um serviço da Igreja Católica que trabalha totalmente no voluntariado. Veja abaixo entrevista exclusiva do Bispo Referencial para Pastoral da Aids, Dom Eugenio Rixen, ao A12.



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.