Comportamento

Como me livrar do vício da pornografia?

Escrito por Jovens de Maria

27 JAN 2021 - 10H15 (Atualizada em 02 FEV 2021 - 15H18)

Shutterstock: VGstockstudio / Arte: Maria Alice Figueira Campos Pornografia  (Shutterstock: VGstockstudio / Arte: Maria Alice Figueira Campos)

Olá!

Se você está lendo esse texto, pode ser que se encontre em um momento de dificuldades com o consumo de pornografia. Pode ser também que você não acredite que a pornografia é um problema, mas acabou, por algum motivo, chegando aqui. Bom, para deixar claro: a pornografia é um problema e, aqui, não vou falar desde o ponto de vista espiritual, mas sim do ponto de vista psicológico.

A primeira coisa importante a saber é que o consumo de pornografia pode levar à dependência (vício). Essa dependência pode trazer diferentes dificuldades, que vão desde problemas nos relacionamentos, isolamento, ansiedade e, em casos mais graves, em conjunto com outras variáveis, depressão e ideação suicida.

Shutterstock/ igorstevanovic
Shutterstock/ igorstevanovic

Quando o consumo de pornografia começa ainda antes da adolescência, os riscos de caminhar para um processo de dependência aumentam. Vale lembrar que o cérebro de um pré-adolescente e de um adolescente ainda está em desenvolvimento e o consumo de material pornográfico afeta esse processo, inclusive com modificações neurofisiológicas (modificações em áreas do seu cérebro).

Diante de uma sociedade hipersexualizada, é muito difícil que um jovem ou uma jovem não venha a ter contato com algum material pornográfico, desde revistas até a enxurrada de vídeos, filmes e imagens que estão na internet.

Leia MaisAfetividade e Sexualidade: seu corpo e sua dignidadeSe você já se encontra com dificuldades em deixar de consumir material pornográfico, aqui seguem algumas dicas.

Entretanto, é importante deixar claro que, nos casos em que o consumo de pornografia lhe impede de sair de casa, fazer amigos, se concentrar, estudar, ter relacionamentos com outras pessoas, etc., é importante a procura de uma ajuda especializada (psicólogo ou um médico).

Stenko Vlad/Shutterstock
Stenko Vlad/Shutterstock

A primeira dica é: encontre os gatilhos que lhe levam a consumir pornografia. Esses gatilhos podem ser o tédio, a dificuldade em lidar com ansiedade, frustração, bem como estímulos visuais ou sonoros. Mapear os gatilhos envolve também entender quais são os momentos do dia que você consome tal material, por qual meio (computador, smartphone, tablet, etc) e com que frequência.

Leia MaisComo superar a carência afetiva?2: Estabeleça uma rotina diária. Tente, na medida do possível, ter sua mente e corpo ocupados, seja com exercício, seja com atividades de lazer, estudo, amizades, ajuda ao próximo. Tudo isso contribui para que sua mente não fique apenas focalizada na busca por prazer.

3: Estabeleça uma vida saudável, que envolva uma sadia alimentação, atividades físicas e momentos adequados de descanso e lazer (nem em muita quantidade, nem em pouca).

4: Estabeleça sadios relacionamentos sociais. Busque ter boas amizades com quem partilhar sua vida. Se possível, estabeleça com amigos uma rede de ajuda e apoio para lidar com essa dependência / vício.

Leia MaisDeus não desiste de você!5: Cuide da sua vida emocional. Muitas vezes, a dependência da pornografia é uma consequência de uma baixa estima, dificuldades de reconhecer o próprio valor e de adequadamente amar a sim mesmo. O sadio amor próprio é importante, pois nos remete à grandeza de quem realmente somos.

Por fim, acredite que sempre é possível se livrar de tal dependência e que, superando a mesma, você vai se experimentar muito mais livre para amar e se dedicar ao próximo.

José Augusto Rento Cardoso
Psicólogo - CRP 05/42118


Fonte: * FRADD, M. Os Mitos da Pornografia. Rio de Janeiro: Editora CDB, 2020

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Comportamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.