Por Laura Galvão Em Crescendo na Fé Atualizada em 29 JUL 2019 - 15H47

Por que Jesus é chamado de Cordeiro?

Em toda missa, a gente reza “Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo...”. E, provavelmente, você sabe que a oração se refere a Jesus. Mas, você sabe por que chamamos Jesus de Cordeiro?

Neste mês, o capítulo do livro do Êxodo estudado pela Jornada Bíblica do Santuário vai falar desse tema. E viemos, então, te explicar todo o significado.

shutterstock
shutterstock


Acontece que, enquanto Moisés ainda tentava convencer o Faraó a libertar o povo de Israel, Deus prometeu enviar a última das 10 pragas do Egito: o anjo exterminador, que levaria a morte aos primogênitos.

Para que o povo de Deus não fosse atingido pelo anjo da morte, foi dada a seguinte recomendação:

“No décimo dia deste mês, cada um tome um cordeiro por família (...). E o guardareis até o dia quatorze deste mês; então, ao cair da tarde, toda a comunidade de Israel o imolará. Tomarão de seu sangue e o passarão sobre os dois marcos e sobre a travessa da porta das casas onde o comerem. (...) Nessa noite eu passarei pela terra do Egito e matarei todos os primogênitos da terra do Egito, tanto das pessoas como dos animais, e executarei minha sentença contra todos os deuses do Egito: eu, Javé. O sangue vos servirá de sinal nas casas onde estiverdes. Eu verei o sangue e passarei adiante, e não haverá para vós o flagelo mortal quando eu ferir a terra do Egito. Esse dia será para vós um memorial e o celebrareis como uma festa em honra de Javé, de geração em geração, como instituição perpétua” (Ex 12, 3-14

E assim aconteceu: quem obedeceu foi livrado da morte, e, logo em seguida, o Faraó libertou o povo. Esse dia ficou conhecido como Páscoa e, desde então, é celebrado como o grande sinal da libertação do povo de Deus.

Por que o Cordeiro?

O cordeiro era o animal que o povo sacrificava como oferta a Deus, para que seus pecados fossem perdoados. Da mesma maneira, naquela noite, quando imolaram o cordeiro, foi uma simbologia de que eles reconheciam seus pecados, se arrependiam e reconheciam a grandeza e o senhorio de Deus.

Como Jesus se torna o Cordeiro?

Quando Deus, de tanto amor pela humanidade (cf. Jo 3, 16), envia Jesus ao mundo, para morrer e nos salvar de nossos pecados, o processo é semelhante ao que aconteceu lá no Antigo Testamento:

ANTIGO TESTAMENTONOVO TESTAMENTO
- Os cordeiros foram mortos como sacrifício a Deus;
- Jesus também morreu como um sacrifício;
- O sangue dos cordeiros foi o que Deus escolheu como sinal contra a morte;
- O sangue derramado de Jesus se tornou o sinal de sua Paixão;
- A morte dos cordeiros libertou o povo da praga lançada por conta do pecado do Faraó e também libertou os israelitas de uma vez por todas da escravidão do Egito.
- A morte de Jesus libertou toda a humanidade do pecado e livrou todo o mundo de uma vez por todas da morte eterna.

Por que é Jesus é o Cordeiro de Deus?

Porque, se no Antigo Testamento o povo pegava um cordeiro de sua pertença e fazia o sacrifício em favor de si mesmo, no Novo Testamento é o próprio Deus que faz o sacrifício do Seu “Cordeiro”, Seu único Filho, em favor de toda a humanidade. Por isso, até hoje rezamos a Jesus utilizando o termo “Cordeiro de Deus”.

Gostou dessa curiosidade? Compartilhe com seus amigos!
É só clicar no botão do Whatsapp ou demais redes sociais, logo abaixo do título.

27 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Laura Galvão, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.