Por Beatriz Nery Em Notícias Atualizada em 08 OUT 2018 - 10H49

Acompanhe análise de especialistas no Marcha das Apurações


Leia MaisAcompanhe todos os blocos do Debate AparecidaO jornalismo da Rádio Aparecida preparou um programa especial de acompanhamento da apuração dos votos em tempo real.

André Costa, editor chefe, comandou o especial “Marcha das Apurações” a partir das 17h, junto dos jornalistas Rafael Rodrigues, Estéfani Braz e Carolina Barros, que acompanharam minuto a minuto os resultados das eleições a presidente, senador, governador e deputados federais e estaduais por todo o Brasil.

O prof. Diego Amaro de Almeida, mestre em História Social, que participou do programa, acreditava que o segundo turno poderia surpreender. "Há possibilidade de termos Haddad x Ciro, Bolsonaro x Ciro ou Bolsonaro x Haddad", disse o professor na semana passada.

Padre Evaldo, diretor da Rádio Aparecida, afirma que a política está em um momento de difícil decisão e com a população extremamente polarizada. “Há uma mudança drástica no modo de fazer política no Brasil, sobretudo naqueles que sempre estavam no poder. Vai ser um momento diferenciado, uma mudança no cenário dos próximos 4 anos”.


Redes sociais

Uma das protagonistas das eleições foram as redes sociais, tanto para o bem quanto para o mal. Segundo prof. Diego, “as pessoas não estão aceitando de imediato o que tem na mídia, o que causa um questionamento”. Ele destacou as eleições a presidente dos Estados Unidos, em 2016, que também tiveram ativa participação da população, o que se repete agora no Brasil.

:: Fake news atrapalham informação do brasileiro

A presidente da ONG Movimento Voto Consciente, de São Paulo, Rosângela Giembinsk, afirma que as fake news foram uma situação bastante distinta diante das eleições, e a dica é:

- Desconfie daquilo que você recebe, 

- Cheque as fontes,

- Não repasse o que você recebeu sem procedência sem ser de veículo de comunicação conhecido.


Urnas eletrônicas

Dr. Paulo Galizia, juiz substituto do Tribunal Regional Eleitoral e desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, afirma que o trabalho do TRE em coibir as fake news a respeito das urnas eletrônicas foi inédito em 22 anos. “Recebemos com perplexidade e preocupação essa situação, pois não há possibilidade de fraude”.

:: Urnas eletrônicas são motivos de desconfiança do eleitor


Renovação política

Segundo professor do Unisal Lorena, Diego Almeida, dificilmente o Congresso Nacional trará renovação nessas eleições, porém seria necessário. “Crescem as demandas sociais, os movimentos sociais, precisamos de representatividade”, um dos interesses que tem bastante força é o agronegócio, diz ele, o que atrapalha a sociedade como um todo. “Quem está lá deveria trabalhar para todos. Sendo assim, a sociedade enfrenta problemas”. 

:: Haverá renovação de políticos no Congresso Nacional? Entenda

Reformas no Governo

Durante o governo Temer, a reforma da Previdência, que deveria ser votada após as eleições, gerou polêmica. Segundo o prof. Diego, é uma pauta impopular que diz respeito ao governo que encerrará. “Alguns juristas apontaram com dados que não é a necessidade desse momento. O Congresso precisa repensar urgentemente em reforma tributária e política”.

:: Saúde e reforma trabalhista ganham destaque durante debate de Aparecida

Ouça pelo aplicativo, pela FM 104.3, pelo player no site e veja bastidores nas redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Beatriz Nery, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.