Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 01 FEV 2018 - 13H13

Cardeal fala sobre supostas mudanças nas relações entre Santa Sé e República Popular da China

“Na China não existem duas Igrejas, mas duas comunidades de fiéis chamadas a realizar um caminho gradual de reconciliação rumo à unidade”.

Isso é o que defende Secretário de Estado Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, diante do debate surgido sobre supostas mudanças nas relações entre Santa Sé e República Popular da China, em mérito ao qual, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, divulgou uma nota na terça-feira para reafirmar a não existência de diferenças de pensamento e de ação entre o Santo Padre e a Cúria Romana sobre esta questão.

Leia MaisQuase metade dos brasileiros não controlam as próprias finançasQual é a nossa missão como cristãos?De fato, o Papa Francisco acompanha pessoalmente os atuais contatos com as autoridades do governo chinês, reiterou o secretário de Estado. “Todos os seus colaboradores agem de acordo com ele. Ninguém toma iniciativas privadas”.

“As tratativas em andamento se movem em uma linha de abertura construtiva ao diálogo e fidelidade à genuína tradição da Igreja, levando em consideração, como já indicado por Bento XVI na Carta aos Católicos chineses de 2007, que a solução dos problemas existentes não pode ser alcançada por meio de um permanente conflito com as legítimas autoridades civis”.

“Não se trata, no entanto, de manter um perene conflito entre princípios e estruturas contrapostas, mas de encontrar soluções pastorais realistas que permitam aos católicos viver a sua fé e de prosseguir juntos a obra de evangelização no específico contexto chinês”.

O secretário de Estado não esconde a permanência de muitos problemas para a vida da Igreja na China, que não podem ser resolvidos todos juntos.

“E, se a questão da escolha dos bispos é crucial – sublinha em resposta às recentes polêmicas surgidas – não podemos esquecer que a liberdade da Igreja e a nomeação dos bispos sempre foram temas recorrentes nas relações entre a Santa Sé e os Estados”.

Dos estúdios de Vatican News em Roma, Silvonei José.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.