Por Jornalismo Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 28 SET 2020 - 14H45

Comércio registra segunda maior alta do ano

Shutterstock
Shutterstock

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

Esses números mostram ainda que foi a quarta alta consecutiva. Os dados fazem parte do indicador da Serasa Experian. No período, a expansão foi de 5,3% em comparação com julho, quando o crescimento foi de 4,3%, já considerando os ajustes sazonais.

O resultado positivo ficou atrás apenas de junho, que apresentou expansão de 14,9%.

Para informações sobre esses números, conversamos com o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

- Esse resultado mostra que já estamos vendo uma retomada do comércio no país, mesmo com a pandemia?

- Dentre os segmentos, quais foram os que mais tiveram crescimento?

- Apesar dos avanços, ainda é preciso cautela para comemorar?


Bolsonaro dá sinal verde para ministro testar aceitação de nova CPMF

Shutterstock
Shutterstock

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

Uma semana depois da ordem do presidente Jair Bolsonaro, de "não se falar mais em Renda Brasil até 2022" e criar um novo desgaste na equipe de Paulo Guedes (Economia), ao ameaçar dar um cartão vermelho por conta de declarações do secretário especial da fazenda, Waldery Rodrigues, o Governo tenta passar a ideia de unidade em busca da retomada da agenda econômica.

Guedes fez uma longa reunião com líderes, membros do Governo e da Receita Federal para tentar alinhar a Reforma Tributária, que pretende enviar nos próximos dias ao Congresso.

O principal ponto que o ministro pretende avançar é a "nova CPMF" que, de acordo com o Governo, não resultará em aumento de carga tributária e pode ajudar na retomada do emprego e da renda.

Luiz Carlos Motta, deputado federal pelo PL/SP, especializado em tributos e membro titular da Comissão Especial da Reforma Tributária da Câmara Federal, avalia conosco a medida.

- Em contrapartida, o que o senhor defende como medida para contornar da melhor maneira possível à situação?


Cresce número de cidades com mais eleitores que habitantes no Brasil



Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

O número de cidades com mais eleitores que habitantes cresceu 60% desde as últimas eleições, em 2018. Atualmente, são 493 municípios nesta situação. Há dois anos, eram 308. É o que mostra um levantamento do G1 com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do IBGE.

As diferenças podem ser explicadas por defasagem nas estimativas de população, disputas territoriais, migrações e fraudes como analisa o doutor Acácio Miranda, especialista em direito constitucional e eleitoral.

- Em casos considerados fraudes, quais geralmente são elas e como são detectadas?

- Acontece também que muitas pessoas não moram na mesma cidade onde votam, até que ponto isso pode prejudicar o processo eleitoral?

O levantamento mostra que a maior parte das cidades nessa situação é de pequeno porte, 475 ou 96% do total têm menos de 10 mil habitantes. Dessas, 402 têm menos de cinco mil habitantes.

🔊 Gostou desse podcast? Compartilhe com os amigos e ouça mais conteúdos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornalismo Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.