Notícias

Quando e como obter as indulgências?

Escrito por Rádio Aparecida

11 JAN 2021 - 09H55 (Atualizada em 11 JAN 2021 - 13H17)

Shutterstock/ PIGAMA confissão (Shutterstock/ PIGAMA)

Ouça o podcast ou, se preferir, leia:



Muitos fiéis se confundem a respeito das indulgências concedidas pela Igreja Católica. A ouvinte Ana Maria Barbosa, de Ponta Grossa (PR), busca entender sobre as indulgências, um assunto que traz dúvidas de quando e como obtê-las.

Padre Carlinhos, sacerdote que tira as dúvidas do quadro “Religião também se aprende”, afirma que a indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal dos pecados já perdoados, quanto à culpa, e que o fiel, devidamente disposto e em certas e determinadas condições, alcança por meio da Igreja.

O que acontece quando pecamos?

Ao pecarmos somos condenados a uma pena eterna, ou seja, ir para o inferno após a morte. Pelo sacramento da confissão, o sacerdote nos perdoa dessa pena eterna, mas nosso coração ainda não está puro: essa desordem emocional decorrente do pecado é o que chamamos de pena temporal. “Ela normalmente é remida através de práticas penitenciais ou quando a pessoa morre da permanência no purgatório”, explica o padre.

A outra possibilidade é pela indulgência. O Catecismo da Igreja Católica ensina que, pela indulgência, os fiéis podem obter para si mesmos e também para as almas do purgatório a remissão das penas temporais, ou seja as consequências dos pecados.

Leia MaisA Igreja “misericordiando”: Indulgências durante a pandemiaIndulgências: Profunda e viva experiência com a misericórdia de DeusO que são indulgências plenárias?O que é pecado?

O pecado tem duas consequências: a culpa e a pena. A culpa é perdoada na confissão e a pena precisa ser reparada e eliminada pela indulgência, que pode ser plenária ou parcial.

Tipos de indulgência

A parcial redime apenas parte da pena que a pessoa teria que cumprir no purgatório. Já a plenária livra completamente da pena, ou seja, livra-nos do purgatório.

Como receber as indulgências?

Para receber a indulgência plenária, há três condições: a confissão, a comunhão e a oração pelo Santo Padre, o Papa. Além disso, a pessoa deve estar em estado de graça, disposta a abandonar qualquer tipo de pecado e cumprir uma obra indulgenciada, como fazer visita no cemitério, a uma igreja ou um santuário, realizar uma peregrinação, entre outros.

Entenda no podcast acima com o Pe. Carlinhos o que não é uma indulgência.

:: Leia mais dúvidas religiosas no quadro Religião Também se Aprende


🔊 Gostou desse podcast? Compartilhe com os amigos e ouça mais conteúdos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.