Por *Eduardo Gois Em Assembleia Geral CNBB Atualizada em 16 ABR 2018 - 15H21

56ª AG: 1º dia de coletiva de imprensa detalha trabalho dos bispos e temas relevantes


Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Leia Mais56ª Assembleia Geral da CNBB é aberta em Aparecida (SP)Dom Sérgio aponta caminhos para a superação dos desafios da IgrejaPortal A12 fará transmissões ao vivo na Assembleia Geral da CNBB Veja os bastidores da Assembleia da CNBB‘Formação dos Presbíteros’ será tema central da 56ª Assembleia Geral da CNBBA primeira coletiva de imprensa desta 56ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), nesta quarta-feira, 11 de abril, falou da temática central: “Diretrizes para formação de presbíteros da Igreja no Brasil”, explicou o significado e objetivo das assembleias e sobre relação e distinções da Igreja no Brasil.

A conversa com os jornalistas teve a participação do Arcebispo de Mariana (MG), Dom Geraldo Lyrio Rocha, do Arcebispo de Porto Alegre (RS), Dom Jaime Splenger e do Bispo de Osasco (SP), Dom João Bosco Barbosa de Souza.

O bate-papo teve inicio com a explanação de Dom Geraldo, que fez a contextualização e explicou detalhadamente a maneira como funciona as assembleias gerais da CNBB. Ele abordou a dimensão oracional que a assembleia proporciona e a capacidade de congregar os pastores da Igreja católica no Brasil. “Antes de tudo um evento eclesial, pois aqui estão reunidos os pastores do povo de Deus que constitui a Igreja Católica”.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12
Dom Geraldo Lyrio Rocha, Arcebispo de Mariana

Dom Geraldo detalhou que todos os dias os trabalhos são iniciados com a celebração da Santa Missa no Santuário Nacional e que no final de semana haverá um momento de retiro espiritual que este ano será orientado pelo Bispo Emérito Prelado do Marajó, Dom José Luís Azcona Hermoso.

O Arcebispo de Mariana também explicou que em todo o início de assembleia, há uma análise da conjuntura eclesial e social. “Neste ano vamos refletir sobre a presença e a atuação da Igreja no mundo urbano, pois ela não se esgota nos limites de uma cidade, mas se estende e se amplia”.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12
Dom João Bosco, Bispo de Osasco

Dom João Bosco reforçou o assunto e disse que a presença da Igreja nas cidades é desafiadora no sentido de que a Igreja vem de uma experiência de cultura onde o meio rural era muito forte, mas agora existe o trabalho nas grandes concentrações urbanas.

Dom Geraldo Lyrio também mencionou outros assuntos de grande importância que estarão em pauta, com por exemplo, a eleição dos delegados para sínodos que acontecerão em outubro, ou seja, o sínodo que trata das questões da juventude e outro da Igreja na Pan-Amazônia.

Além disso, o papel dos leigos, principalmente por estarmos no Ano do Laicato. “Os cristão tem um papel, uma vocação e missão de uma fundamental importância para igreja e para o mundo”.

Outro aspecto bastante esperado são as eleições de 2018. Os Bispos, com certeza, irão dirigir uma mensagem sobre o ano eleitoral, com uma palavra orientadora a todos os cristãos do Brasil. “Vamos conversar e decidir sobre a realização de uma nova semana social brasileira, que permite uma discussão maior sobre as bases da Igreja em outras instancias sociais, políticas, econômicas e culturais no país” afirma.

Dom João Bosco reforçou também que a assembleia não trata de assuntos pontuais de uma diocese, mas de assuntos que são necessários e importantes para todos as dioceses do Brasil. Há uma grande abertura para chegar naquilo que é o essencial, se trata de um evento que tende a buscar essa unidade tão necessária”, diz.

Tema central

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12
Dom Jaime Spengler, Arcebispo de Porto Alegre

Sobre o assunto principal deste ano, Dom Jaime Spengler destacou a necessária formação do clero em termos universais, de acordo com o magistério da Igreja e os sinais indicados pelo Santo Padre. “Temos de fazer uma atualização das diretrizes e adaptar a novas exigências”. Segundo Dom Jaime, a formação para todos os presbíteros deve se preocupar com toda a vida do sacerdote, desde a entrada no seminário até o momento da morte, além disso merece ser personalizada. 

.:: Confira aqui o vídeo do primeiro dia de coletiva


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por *Eduardo Gois, em Assembleia Geral CNBB

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.