Por Redação A12 Em Assembleia Geral CNBB Atualizada em 18 ABR 2018 - 14H18

Dom Paulo Mendes fala sobre situação da Diocese de Formosa (MG)

CNBB
CNBB

O Arcebispo Metropolitano de Uberaba (MG), Dom Paulo Mendes Peixoto e o Bispo Auxiliar de Brasília (DF), Dom José Aparecido falaram ontem (17) sobre a situação da Diocese de Formosa (MG). Os prelados participaram de uma transmissão ao vivo pelo Facebook da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O Papa Francisco nomeou Dom Paulo Mendes Peixoto como administrador apostólico para a Diocese de Formosa (GO), após a prisão do bispo.

Dom Paulo Mendes frisou que a caminhada da Igreja em Formosa precisa continuar e que é necessário olhar sempre para frente. O bispo Auxiliar de Brasília (DF), Dom José Aparecido ressaltou que o serviço de Administrador apostólico é para tentar retomar a vida ordinária da Igreja. “Procuramos animar o presbitério e a comunidade diocesana para que fizessem retomar o curso normal da missão da Igreja em Formosa”.

Sobre o habeas corpus concedido a Dom José Ronaldo Ribeiro na terça-feira (17), o bispo auxiliar afirmou: “Nos alegramos muito com essa notícia do habeas corpus, porque é um irmão nosso que estava encarcerado, e nos alegramos que ele possa responder às acusações feitas em liberdade”.

:: Veja outras notícias da 56ª Assembleia Geral da CNBB

Do ponto de vista da visita apostólica, Dom José Aparecido afirmou que vão acompanhar e averiguar fatos pastorais para que a Santa Sé tome conhecimento e dê as orientações necessárias. “Não representa nenhum juízo antecipado. É apenas uma averiguação, em vista das queixas que foram feitas junto à Nunciatura. Essa visita já estava decidida antes da prisão de Dom José e dos padres, por isso nosso trabalho é oferecer para os padres e a Congregação para os Bispos instrumentos de avaliação e apreciação da atividade pastoral de Dom José Ronaldo na diocese”.

Dom José Aparecido acrescentou ainda que o Código de Direito Canônico como qualquer ordenamento jurídico que preze os direitos humanos parte da presunção de inocência de qualquer pessoa. “E é com esse sentido da presunção de inocência de Dom José Ronaldo que nós vamos trabalhar na visita apostólica para averiguar os fatos e oferecer ao Santo Padre um relatório”.

Dom Paulo Mendes falou da oportunidade que teve de celebrar na Diocese de Formosa e elogiou a presença dos leigos nas celebrações, bem como o seu interesse na superação dos desafios apresentados.

Dom Paulo Mendes falou sobre a visita que fez a Dom José Ronaldo na prisão ressaltando que mais o marcou nas palavras do bispo. “Ele me disse que estamos aqui rezando juntos, de cabeça erguida, mas o que nos pesa é justamente o lado moral, que estão colocando nas redes sociais, na imprensa, na mídia, isso está ferindo mais a gente”, disse Dom Paulo Mendes citando as palavras de Dom José Ronaldo.

O Arcebispo de Uberaba disse ainda que durante a visita à Diocese de Formosa foram apresentados novos nomes de padres para ocuparem os lugares como do administrador paroquial da Catedral, o Vigário Geral, entre outros.

Reveja a transmissão do Facebook da CNBB:

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Assembleia Geral CNBB

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.