Espiritualidade

Oração a São Filipe Néri, o Santo da Alegria

Servidor de Cristo, Filipe fez da alegria o seu apostolado, sendo um incansável animador da caridade e da evangelização

Escrito por Redação A12

26 MAI 2022 - 10H43 (Atualizada em 26 MAI 2022 - 11H21)

shutterstock

"Contanto que os meninos não pratiquem o mal, eu ficaria contente até se eles me quebrassem paus na cabeça."

Neste 26 de maio, a Igreja celebra o autor dessa frase bem-humorada, São Filipe Néri, que assim respondia quando reclamavam do barulho que seus pequenos abandonados faziam, enquanto aprendiam com ele ensinamentos religiosos e sociais.

Filipe nasceu na cidade italiana de Florença, no ano de 1515. Realizou seus estudos filosóficos e teológicos com os agostinianos em Roma. Sempre que podia, praticava a caridade junto aos pobres e necessitados, sempre com muita alegria.

O Santo chamou a atenção do seu confessor, que lhe pediu ajuda para fundar a Confraternidade da Santíssima Trindade, para assistir os pobres e peregrinos doentes. Aos trinta e seis anos de idade foi ordenado Sacerdote.

Tão grande era a sua consciência dos problemas da comunidade que formou um grupo de religiosos e leigos para discutir os problemas, rezar, cantar e estudar o Evangelho. A iniciativa deu tão certo que depois, o grupo, de tão numeroso, passou à Congregação de Padres do Oratório, uma ordem secular sem vínculos de votos.

São Filipe Néri faleceu no dia 26 de maio de 1595, aos 80 anos de idade e ficou conhecido como o Santo da Alegria e da Caridade.

Oração a São Filipe Néri

Renata Sedmakova/ Shutterstock
Renata Sedmakova/ Shutterstock

Ó glorioso São Filipe,
vós que fostes tão favorecido de Deus
em ajudar e consolar os vossos filhos espirituais
na hora da sua morte,
sede-me advogado e pai,
quando me achar naquele tremendo passo.

Impetrai-me a graça,
para que naquela hora
o Demônio não me vença,
que a tentação não me oprima
e que o temor não me desanime.

Fortalecido de viva fé,
firme esperança e ardente caridade,
sustentai-me com perseverança
naquele último combate
, de modo que, 
cheio de confiança na misericórdia de Deus,
nos merecimentos de Jesus Cristo
e na proteção de Maria Santíssima

seja feito digno de morrer a morte dos justos
e de alcançar a bem-aventurada pátria do paraíso
para 
ver e louvar a Deus convosco
e com todos os santos do céu.

Amém!

Fonte: Gaudium Press

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.