Espiritualidade

Papas e Santos falam sobre São João Batista

Igreja celebra o nascimento daquele que preparou o povo de Deus para receber o Salvador

Escrito por Alberto Andrade

23 JUN 2022 - 16H39 (Atualizada em 24 JUN 2022 - 07H45)

Wikipedia

“Eu vos batizo com água, para vossa conversão;
mas aquele que vem depois de mim é mais forte do que eu:
não sou digno nem de tirar-lhe as sandálias.
Ele vos batizará com o fogo do Espírito Santo.”
(Mt 3,11)

Leia MaisEscola de Maria: João Batista aponta o MessiasMissionário Redentorista homenageia São João Batista em lindo cordelEm sua audiência geral de 29 de agosto de 2012, o Papa Bento XVI destacou que o autor dessa passagem, João Batista, é o único Santo na Igreja Católica – além do próprio Jesus Cristo e da Virgem Maria – do qual se celebra tanto o nascimento (24 de junho) como a morte, ocorrida através do martírio. 

Entretanto, neste ano de 2022 a Igreja antecipou a celebração do nascimento de São João Batista para hoje, dia 23 de junho, pois no dia 24 irá celebrar a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus.

O nascimento milagroso

João nasceu numa cidade do reino de Judá, perto de Hebron, nas montanhas, ao sul de Jerusalém e que era descendente do santo patriarca Abraão, iniciador da historia do povo de Israel.

Seu pai foi o sacerdote São Zacarias (da geração de Aarão) e sua Mãe foi Santa Isabel (da geração de Davi), prima da Virgem Maria, mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo. Lucas ressalta também as circunstâncias sobrenaturais que se passaram antes do nascimento de João Batista. Isabel, estéril e já idosa, viu ser possível realizar seu justo desejo de ter um descendente quando o arcanjo São Gabriel anunciou a Zacarias, seu esposo, que ela daria a luz a um filho. O menino deveria chamar-se João e seria o antecessor do Salvador.

Wikipedia
Wikipedia


Alguns meses depois de ficar grávida, Isabel recebeu a visita de Nossa Senhora: “Maria se levantou e foi às pressas às montanhas, a uma cidade de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo”. 
(Lc 1 40-41)

Essa sintonia espiritual existente entre ambas, muito superior aos simples laços de parentesco, fundamentava a amizade que as unia, manifestada de parte a parte com uma humildade, uma elevação e um afeto dignos dos Anjos.

Cristo considerou a grandeza daquele que proclamou a sua vinda com o máximo elogio.

“Entre os nascidos de mulher, não há maior que João.” (Lc 7, 28). São João Batista se destaca dentre os outros Santos pela sua inocência, pela sua coragem, pela sua lealdade, pela sua humildade, pela sua restituição despretensiosa: “É necessário que Ele cresça, e eu diminua” (Jo 3, 30). Ele brilha, sem dúvida, como um dos mais esplêndidos frutos da Redenção de Jesus Cristo.

Santos da nossa Igreja e Papas já citaram a importância histórica e espiritual de São João Batista, confira algumas frases.

“Celebrar o martírio de São João Batista recorda-nos, também a nós cristãos deste nosso tempo, que não se pode comprometer o amor a Cristo, à sua Palavra e à Verdade. A Verdade é a Verdade, não há comprometimentos.” (Papa Bento XVI)

“João Batista optou, com humildade, pelo mesmo caminho que seguirá mais tarde o próprio Jesus”. (Papa Francisco)

“A humildade de João constitui o seu maior mérito; ele poderia enganar os homens, passar por Cristo, ser visto como Cristo, tão grandes eram a sua graça e a sua virtude, e contudo declara abertamente: «Eu não sou Cristo. – És Elias? […] – Não sou Elias» (Jo 1,20-21)”. (Santo Agostinho)

“São João Batista perseverou na santidade porque se conservou humilde no seu coração.” (São Gregório)

“João é um precursor e a sua voz é precursora da Palavra de Deus, voz que encoraja e predispõe à salvação, voz que nos exorta a procurar a herança do céu”. (São Clemente de Alexandria)


Oração a São João Batista

Ó Glorioso São João Batista, príncipe dos profetas, precursor do divino Redentor,

primogênito da graça de Jesus e da intercessão de sua Santíssima Mãe,

que fostes grande diante do Senhor, pelos estupendos dons da graça

de que fostes maravilhosamente enriquecido desde o ceio materno,

e por vossas admiráveis virtudes, alcançai-me de Jesus, ardentemente vos suplico,

que me dê a graça de o amar e servir com extremado afeto e dedicação até a morte.

Alcançai-me também, meu excelso protetor, singular devoção à Virgem Maria Santíssima,

que por amor de vós foi com pressa à casa de vossa mãe Santa Isabel,

para ser cheio dos dons do Espírito Santo. Se me conseguires estas duas graças,

como muito espero de vossa grande bondade e poderoso valimento,

estou certa de que, amando até a morte a Jesus e a Maria,

salvarei minha alma e no céu convosco e com todos os Anjos e Santos

 amarei e louvarei a Jesus e a Maria entre gozos e delícias eternas.

Amém.


..:: Padre Lucas Emanuel explica sobre a festa da Natividade de São João Batista


Fonte: Gaudium Press

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Alberto Andrade, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.