Por João Antônio Johas Leão Em Espiritualidade

Quinta-feira Santa: o chamado a lavar-nos os pés uns dos outros

missa de lava  pes

Hoje terminamos propriamente o tempo quaresmal e começamos o Tríduo Pascal.

Jesus começou o seu “Tríduo Pascal” com a celebração de uma ceia, nós também fazemos o mesmo. Ele, antes de sua Paixão, quis antecipar sacramentalmente com o pão e com o vinho, sua entrega na Cruz. Também hoje, na Eucaristia, a Igreja celebra o começo da Páscoa de Jesus.

A missa de hoje com todos os seus símbolos já nos já nos leva ao sacrifício de Cristo e à sua ressurreição. Recordamos nesse dia a instituição da Eucaristia, o mandamento do amor fraterno (No gesto de lavar-se os pés) e a instituição do sacerdócio.

Além disso, existe outra particularidade na celebração de hoje: se consagra mais pão para que a comunidade possa comungar amanhã, na sexta-feira santa, dia em que não se celebra a Eucaristia. A “reserva” Eucarística de hoje tomou então particular significado, convertendo-se em um ato de amor da comunidade que dedica algumas horas a adoração em agradecimento a Jesus por sua entrega contínua na Eucaristia.

O Hoje do mistério

Um aspecto importante da celebração de hoje e de todo o tríduo pascal é a atualidade do mistério que celebramos.

Nesses dias não vamos celebrar o “aniversário” da Páscoa de Jesus, mas o “hoje” desse mistério. Os Judeus mesmo, quando celebram ainda hoje sua Páscoa, não se consideram sucessores, mas contemporâneos dos seus antepassados, não só lembram o que Deus fez com eles antigamente, mas experimentam esse mesmo acontecimento hoje e renovam sua aliança com Deus.

 

É fundamental que entendamos as celebrações destes dias não como algo do passado, apenas como memória, porque Jesus está vivo hoje.

Nós o fazemos com maior razão, porque Cristo não só viveu a Páscoa, mas ele mesmo é a Páscoa, sempre presente e salvadora na comunidade. Hoje escutaremos o sacerdote dizer: “Esta oferenda que te apresentamos no mesmo dia que nosso Senhor...”,” ... hoje, na véspera do seu padecimento pela nossa salvação”, e ainda: “cada vez que celebramos este memorial da morte do seu Filho, se realiza a obra da nossa redenção.” É fundamental que entendamos as celebrações destes dias não como algo do passado, apenas como uma memória, porque Jesus está vivo hoje.

Hoje ele se aproxima a cada um de nós e nos concede a sua salvação mais uma vez. É no dia de hoje que Jesus se aproxima de mim e se ajoelha para lavar-me os pés e purificar a minha vida.

O Lavatório dos Pés

Talvez esse seja o momento mais lembrado do dia de hoje. É realmente um momento muito importante da celebração que ilumina a nossa vida cristã. O Papa Francisco utiliza essa passagem para pedir uma Igreja que, como consequência de uma ousadia maior em tomar a iniciativa da evangelização, se envolva mais com as pessoas.

Diz o Papa: “Como consequência (da maior ousadia), a Igreja sabe «envolver-se». Jesus lavou os pés aos seus discípulos. O Senhor envolve-Se e envolve os seus, pondo-Se de joelhos diante dos outros para os lavar; mas, logo a seguir, diz aos discípulos: «Sereis felizes se o puserdes em prática» (Jo 13, 17).”

 

A caridade não é algo a mais na Eucaristia, é parte integrante dela.

O Papa nos lembra que devemos aprender de Jesus, que lava os nossos pés, e que logo depois nos coloquemos nós mesmos a lavar os pés dos outros, para que sejamos felizes pondo em prática o que Ele ensinou. A caridade não é algo a mais na Eucaristia, é parte integrante dela.

A celebração eucarística nos faz crescer cada vez mais em união com Deus e também com nossos irmãos. Se queremos ser discípulos de Cristo, Ele nos indicou o caminho: Fazei o que eu fiz, celebrai a Eucaristia em minha memória, recebei meu Corpo e meu Sangue como alimento e lavai os pés uns dos outros, amando como eu os amei.

Talvez assim podemos entender melhor o significado do convite que faz Jesus aos que querem ser seus discípulos em Mt 8, 34: “Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga.”Mas o que significa lavar os pés uns dos outros? Na época de Jesus, essa atividade era feita por escravos, por isso os discípulos se escandalizaram tanto quando Jesus se ajoelha para esse gesto.

Jesus estava se colocando na mesma posição de um escravo, como ele, que era o mestre, podia fazer isso? Estamos nós dispostos a fazer esse serviço humilde? Entendemos realmente que a verdadeira autoridade é um serviço ao próximo? Jesus quando nos lava os pés nos traz a pureza. Antes de enviar a que lavemos os pés dos outros, Jesus quer que tenhamos os pés limpos.

Não podemos conceder-nos essa pureza, ela é um dom de Deus que temos que pedir e aceitar. Aceitamos que Jesus purifique nosso interior? Ou temos muitas vezes a atitude de Pedro que não aceita que Jesus lave seus pés? “Disse Pedro: "Não; nunca lavarás os meus pés". (João 13:8).

 

Jesus quer purificar a vida de cada um de nós, e hoje, no início das celebrações da Páscoa, Ele quer fazer de maneira especial.

Lembremos da resposta de Jesus: "Se eu não os lavar, você não terá parte comigo". Jesus quer purificar a vida de cada um de nós, e hoje, no início das celebrações da Páscoa, Ele o quer fazer de maneira especial. Qual será a nossa resposta?

Vivamos o mistério

A semana santa e o Tríduo Pascal, iniciado hoje, são bençãos que Deus nos concede para que entremos um pouco mais no mistério do seu amor. Todos os anos temos essa oportunidade de conhecer um pouco melhor o infinito amor de Deus por cada um de nós.

Dessa maneira, purificados pelo seu amor, poderemos responder ao mandamento do amor fraterno que hoje escutamos na missa. “Lavai-vos os pés uns dos outros.” Aproveitemos ao máximo essa oportunidade que Deus nos concede.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por João Antônio Johas Leão, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.