Por João Antônio Johas Leão Em Espiritualidade Atualizada em 22 JUL 2019 - 08H55

Santa Maria Madalena, primeira testemunha da Ressurreição

Madalena, Apóstola dos apóstolos


A Igreja celebra, no dia 22 de julho, a memória de Santa Maria Madalena, uma santa que encarna bem o espírito de todo católico, porque mostra, com a própria vida, a força da Graça do Senhor, em uma pessoa totalmente aberta ao Seu amor.

Maria Madalena, segundo o Evangelho de São João, foi a primeira pessoa a ver Jesus Ressuscitado – com certeza uma grande honra. Foi ela também que anunciou essa ressurreição aos amigos mais íntimos de Jesus, os apóstolos, e por isso também é conhecida como 'Apóstola dos apóstolos'.

Reprodução
Reprodução


Hoje também é um dia especial para os devotos dessa grande santa, porque, em 2015, foi apresentada na Basílica de Santa Maria Madalena, que fica 800 quilômetros ao sul de Paris, uma reconstituição do rosto dessa santa, fruto do trabalho do professor José Luís Lira, brasileiro especialista em Santos Católicos, em conjunto com o designer Cícero, de Mato Grosso, e de um especialista em odontologia legal, Dr. Paulo, da cidade de Santos, no litoral paulista. Se dizemos que Maria Madalena foi aquela que viu o Ressuscitado, podemos agora dizer que nós vimos aquela que viu o Ressuscitado.

Mas porque é tão interessante ver essa reconstituição? Penso que tudo o que nos ajuda a encontrar-nos com Deus, é muito importante para nós. E, certamente, poder ver com mais facilidade o rosto de alguém que amou tanto a Jesus, pode ajudar-nos na nossa própria caminhada rumo a Ele. E Maria Madalena amou muito Jesus.

Madalena nos inspira a ir na direção de Cristo

O Papa São Gregório Magno lhe dedica um texto muito bonito, que está no ofício de leitura que a Igreja reza neste dia. Nesse texto, ele reflete sobre o desejo ardente de encontrar a Cristo, que Maria Madalena pensava ter sido roubado. Podemos encontrar esse trecho no capítulo 20 do Evangelho de São João e é um trecho excelente para meditar no dia de hoje. Depois que os apóstolos voltaram para casa, Maria Madalena permanece junto ao sepulcro, chorando a perda do corpo de Jesus. Isso demonstra quão forte era esse amor e quão inflamado estava seu espírito por essa perda.

Nesse ponto, o Papa fala sobre o valor da perseverança. “A eficácia das boas obras está na perseverança”. Madalena encontrou quem estava procurando, porque não desistiu de procurar. O mesmo Jesus falou sobre a importância da perseverança no Evangelho de Mateus: “Quem perseverar até o fim, esse será salvo” (Mt 10,22). Quanto podemos aprender dessa atitude de Maria Madalena para os momentos difíceis da nossa vida, quando parece que não encontramos a Deus por nenhum lado! Ele está, de verdade, sempre ao nosso lado e, quando menos esperamos, volta a mostrar Seu rosto amoroso.

Mas mesmo nessa manifestação, pode ser que não O reconheçamos de primeira, como aconteceu com Maria Madalena. Jesus lhe diz: “Mulher, porque choras? A quem procuras? ” (Jo 20, 15). Mas ela não O reconhece. Somente quando a chama pelo nome é que ela percebe quem era esse que lhe falava. É preciso estar atento para reconhecer a presença de Deus nas nossas vidas. Deus também fala conosco, nos chama pelo nome. Assim, podemos reconhece-Lo.

Shutterstock
Shutterstock


Que nesse dia em que lembramos Santa Maria Madalena, possamos aprender dessa grande mulher a ter um coração que arde de amor por Jesus, que esteja aberto à Sua graça, que nos resgata dos nossos pecados e nos insere na vida divina, vida plena e feliz, que desejamos desde o mais profundo dos nossos corações.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por João Antônio Johas Leão, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.