Formação

O que o chamado do Evangelista Mateus diz para nós?

Escrito por Letícia Dias

07 JUL 2023 - 15H16 (Atualizada em 12 JAN 2024 - 09H37)

jorisvo/ Shutterstock

Leia MaisSão Mateus, o evangelista deste ano3 ensinamentos do Apóstolo Mateus para o diálogo inter-religioso

O próprio texto do Evangelho de Mateus indica que ele trabalhava como coletor de impostos, mas Jesus o encontra e o chama em seu expediente de trabalho.

Saindo dali, Jesus viu um homem, chamado Mateus, sentado à banca de impostos e disse-lhe: 'Segue-me!' Ele se levantou e o seguiu. (Mt 9,9).

Repare então que Mateus não foi chamado por Jesus, porque estava à toa sem tem o que fazer. Contudo, a partir deste encontro com o Senhor, ele deixa tudo, o trabalho e a vida que levava para segui-Lo.

Reprodução/Wikimedia
Reprodução/Wikimedia
Obra de Caravaggio que retrata o Chamado de Mateus


Em dois trechos dos Evangelhos também encontramos afirmações sobre Mateus.

1. Renúncia - "Depois disso, Jesus saiu e notou um publicano, que se chamava Levi, sentado junto à banca de impostos, e lhe disse: 'Segue-me'. Deixando tudo, este se levantou e o seguiu." (Lc 5,28)

2. Organizou uma refeição, onde Jesus estava presente - "Estando Jesus à mesa na casa dele, muitos publicanos e pecadores tomaram lugar com Jesus e seus discípulos, pois havia muitos deles que o seguiam." (Mc 2,15‐17).

Entenda que os cobradores de impostos possuíam uma ocupação que não era bem vista pelos judeus. Nesse sentido, os fariseus criticavam Jesus por sua atitude de estar com “os pecadores”.

Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto, Bispo de Itapetininga (SP) explicou que Jesus olha para Mateus com amor e misericórdia.

“Jesus não discrimina ninguém, não rejeita, não exclui ninguém, não admite preconceitos, rompe barreiras. Então, chama aquele cobrador de imposto que estava ali sentado. Ele toma a iniciativa, Jesus olha com amor e o seu olhar chama tanta a atenção e desperta o amor no coração daquele homem”, disse.

O Bispo destacou que a expressão “segue-me” é dirigida a todos nós, pois Jesus também nos olha com amor, ternura e misericórdia.

“Seguir é acolher sua proposta de amor, servir e caminha com ele, assumindo serviço e ministérios na Igreja”, afirmou.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Letícia Dias, em Formação

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...