História da Igreja

O que é uma basílica? De onde vem esta palavra?

Padre Inácio nos explica sobre os templos que de acordo com sua arquitetura e importância histórica e espiritual

Padre Inácio Medeiros C.Ss.R. (Juan Ribeiro)

Escrito por Pe. Inácio de Medeiros, C.Ss.R

09 NOV 2021 - 14H15 (Atualizada em 05 AGO 2022 - 15H49)

Thiago Leon

Uma basílica é uma estrutura arquitetônica de origem romana que antigamente tinha uma função econômica e jurídica.

Leia MaisQual a diferença entre Capela, Igreja, Catedral, Basílica e Santuário?Basílica Histórica de Aparecida completa 134 anosO seu nome provém do termo latino “basilica”, que, por sua vez, deriva do grego “βασιλική” (foneticamente, “basiliké”), palavra que significa “régia” ou “real”, e que é uma elipse da expressão completa “basiliké oikía”, que significa “casa real”.

Este tipo de edifício servia, originalmente, para as transações comerciais a grande escala e, ao mesmo tempo, era como uma espécie de juizado. Sua origem se encontra na época da República de Roma (entre os anos 509 e 27 a.C.).

Com o passar do tempo, foram sendo acrescentadas diversas mudanças estruturais que se tornaram canônicas. Será a planta adotada pelos edifícios religiosos cristãos da época paleocristã.

Shutterstock
Shutterstock
Basílica de São Brás (Itália)


A “planta basilical” é formada por uma nave central maior que as laterais, tanto na largura quanto na altura. Composta por 3 ou 5 naves, na central podem abrir-se galerias de janelas.

O teto costumava ser plano e de madeira, até que, em uma posterior evolução, foi construído de pedra.

Ao longo do tempo, os dois lados curtos se modificaram e foi acrescentada uma êxedra semicircular a um dos lados. Na época de Trajano, esta modificação foi feita dos dois lados, como no caso da Basílica Ulpia (96 d.C.).

Leia MaisQual é a Catedral do Bispo de Roma?Este tipo de estrutura foi aproveitada pelo imperador Constantino como modelo para os primeiros centros de culto cristãos que ele mesmo fundou (São Pedro, do Vaticano, e São João de Latrão, em Roma), e assim permaneceu até a atualidade.

Isso se deve especialmente ao caráter de assembleia da liturgia cristã e ao fato de que este tipo de espaço permite acolher grande quantidade de pessoas, estabelecendo a hierarquia que lhe corresponde, com os fiéis distribuídos na nave (ou nas naves) e quem preside a cerimônia, no presbitério.

Em muitos casos, os próprios edifícios romanos foram utilizados como recinto religioso oficial para a celebração da liturgia.

Depois que o Império Romano se tornou oficialmente cristão, o termo “basílica” foi utilizado também para referir-se a determinadas igrejas, geralmente grandes ou importantes, às quais haviam outorgado ritos especiais e privilégios em matéria de culto. Este é o sentido usado hoje, tanto do ponto de vista arquitetônico quanto religioso.

Shutterstock
Shutterstock
Catedral Basílica Primacial de São Salvador, tem esse nome por se tratar da catedral da primeira arquidiocese do Brasil


O Papa é a única pessoa com potestade para conceder o título de “basílica” a um templo.

Só existem 4 basílicas com o título de “basílica maior”, todas elas situadas na cidade de Roma: São Pedro, São João de Latrão, Santa Maria a Maior e São Paulo Extramuros.

As demais basílicas ostentam o título de “basílica menor”, e existem cerca de 1.500 ao redor do mundo, incluindo o nosso Santuário Nacional de Aparecida.



A12 mostra pra você a cúpula do Santuário Nacional em 360°


Escrito por
Padre Inácio Medeiros C.Ss.R. (Juan Ribeiro)
Pe. Inácio de Medeiros, C.Ss.R

Redentorista da Província de São Paulo, graduado em História da Igreja pela Universidade Gregoriana de Roma, já trabalha nessa área há muitos anos, tendo lecionado em diversos institutos. Atuou na área de comunicação, sendo responsável pela comunicação institucional e missionária da Província de São Paulo, atualmente é diretor da Rádio Aparecida

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em História da Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.