Por Redação A12 Em Igreja Atualizada em 10 JUL 2018 - 11H26

A primeira paciente de Santa Paulina

Santuário de Santa Paulina.
Santuário de Santa Paulina.
Imagem de Santa Paulina no santuário de Nova Trento (SC).

Irmã Paulina do Coração Agonizante de Jesus ficou conhecida no Brasil por ser a primeira santa do Brasil.

Ainda que não seja brasileira de nascimento, viveu a maior parte de sua vida na entrega amorosa e incondicional aos pobres e necessitados desse país.

De sua história lembramos um fato que ocorreu quando ainda era a jovem Amábile Lúcia Visinteiner. Engajada na comunidade e na vida pastoral, Amábile recebeu do padre de sua paróquia uma tríplice missão, cuidar da catequese, da limpeza da igreja e amparar os enfermos da comunidade.

Não passou muito tempo até que Amábile se visse diante do cumprimento de sua missão quando uma mulher adoeceu gravemente de câncer na comunidade em que morava. Ela convidou sua amiga Virginia Rosa Nicolodi para acompanhar a enferma que já estava no estágio final da doença. Nesse início, elas só podiam contar com a providência divina, e ela bastou!

Em 12 de julho de 1890, diante dos inúmeros desafios, as amigas acolheram a enferma Angela Viviani em um casebre de madeira doado por Beniamino Gallotti. As amigas fundam ali o ‘Hospitalzinho São Virgilio’, onde vão morar.

 “Confiai sempre muito na Divina Providência; nunca, jamais, desanimeis, embora venham ventos contrários. Novamente vos digo, confiai em Deus e em Maria Imaculada; permanecei firmes e radiantes”.  (Santa Paulina)

Após a morte da enferma, em 1891, junta-se a elas Teresa Anna Maule. As três amigas ficaram conhecidas como o trio fundacional da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição e o gesto de acolhida dessa primeira paciente marca a fundação desse instituto religioso.

Reprodução.
Reprodução.
Na imagem, Tereza (Irmã Inês de São José), Amábile (Irmã Paulina do Coração Agonizante de Jesus) e Virginia (Irmã Matilde de São José).

“Ela deixou um testamento: caridade, caridade, caridade. Ela repete três vezes para dizer que com outro é o trabalho do serviço, da disponibilidade e da sensibilidade. Esse olhar sobre a pessoa esteve desde o início. Santa Paulina trouxe aquela enferma pra junto dela para assumir a sua dor e sofrimento, pelo amor que ela nutria pelo próximo”, assinala irmã Luciana Feitosa, religiosa da congregação de Santa Paulina há 18 anos.

Leia MaisSantuário de Madre Paulina: um recanto de oraçãoA Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição foi a primeira congregação feminina fundada no Brasil. Amábile, Virginia e Teresa professaram os votos religiosos e adotaram os nomes de Paulina do Coração Agonizante de Jesus, Matilde de São José e Inês de São José, respectivamente. 

Depois desse início, a jovem religiosa foi nomeada superiora da congregação e daí o nome Madre Paulina. Mudou-se para São Paulo para cuidar de ex-escravos idosos, crianças órfãs e pobres no bairro Ipiranga.

Em sua vida, a religiosa ainda passou por inúmeros sofrimentos, como quando foi deposta de seu cargo de superiora e colocada à prova em um exílio durante nove anos. Depois, chamada pelo mesmo bispo volta à casa geral da Congregação em São Paulo, tendo reconhecidas as suas virtudes e obediência nesse momento de provação. Já com 73 anos, teve seu braço direito amputado por causa da diabetes.

“Santa Paulina foi uma mulher que não teve medo do desconhecido. Ela foi muito ousada nos seus ideais, teve muita fé e acreditou. Santa Paulina foi uma mulher com os olhos no futuro, a frente do seu tempo”, destaca irmã Luciana. 

Madre Paulina morreu no dia 09 de julho de 1942, depois de viver como aquela que só sabia “ser-para-os-outros”, como disse São João Paulo II na celebração de sua canonização. Santa Paulina começou a sua missão com aquela enferma em Nova Trento (SC), e hoje, a sua obra alcança 12 países. 

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.