Por Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R. Em Igreja Atualizada em 24 MAI 2018 - 10H21

Conhecendo os Evangelhos: Verdadeiros cristãos

(Lc 17, 1-6)

Jesus disse a seus discípulos: “É inevitável que surjam ocasiões de pecado, mas ai daquele que as provoca! Seria melhor para ele ser atirado ao mar com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço, do que fazer cair um só desses pequenos. Cuidado, portanto! Se teu irmão pecar, repreende-o. Se ele se arrepender, perdoa-lhe. Se pecar contra ti sete vezes num só dia, e sete vezes vier a ti, dizendo: ‘Estou arrependido’, perdoa-lhe”. Os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!”. O Senhor respondeu: “Se tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíeis dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria.

Verdadeiros cristãos

Shutterstock
Shutterstock

Queridos leitores do Portal A12, eis aqui uma passagem do Evangelho que serve para uma boa revisão de vida: como estou vivendo a minha vida de cristão? Quando o tema é fé e perdão, qual é a intensidade de minha obediência às Palavras de Jesus?

Leia MaisConhecendo os Evangelhos: Abandonar a velha vida de pecadosSim, padre, sou cristão! Vou à Igreja todos os domingos! Pago o dízimo! Rezo o terço! Leio a Bíblia! Prego a Palavra! Escuto e obedeço a tudo o que meu pastor pede! Ótimo! Mas quando aparecem situações na minha vida em que eu precise dar o perdão, aí me esqueço completamente dos ensinamentos de Jesus. Alguém traiu você; falou mal de você; caluniou você e sua família; humilhou ou rebaixou você; qual a sua atitude? É nestes momentos que percebemos quem realmente leva a sério os ensinamentos de Jesus e quem vive uma fé de conveniência, que cumpre somente aquilo que lhe agrada - o que podemos chamar de religião de ursinho de pelúcia!

Se alguém fizer qualquer dos males citados acima contra a sua pessoa, repreenda-o; se ele se arrepender, perdoe-lhe; se pecar sete vezes num dia contra você, mas vier com o pedido sincero de perdão, jamais negue essa dádiva! Porque mais abominável do que o mal perpetrado por uma pessoa é a atitude de negar o perdão aos que estão sinceramente arrependidos. Se Deus agisse com essa justiça pretendida por muitos, não sobraria ninguém para contar história: nem pastores, nem padres nem os mais santos da sociedade, pois todos pecamos com frequência! Nossa sorte é que temos um Criador amoroso e misericordioso, revelado por Jesus Cristo, que não se cansa de dar o perdão àqueles que realmente se arrependem e querem mudar de vida! E ele quer que façamos o mesmo com o nosso próximo, como vimos nas palavras de Jesus nesta passagem de hoje.

As ocasiões de pecado são inevitáveis, mas ai daqueles que as provocam! Vejamos bem, as ocasiões de pecado estão nos espreitando: sempre há uma tentação querendo reacender nossos vícios escondidos (um computador, uma pessoa, um dinheiro fácil, uma bebida, uma droga); mas ai de nós se formos causa de pecado para os outros; ai de nós se convidarmos os outros para virem comer na sujeira do pecado! Jamais sejamos ocasião de pecado para a queda dos pequenos!

Mas como tudo isso pode ser atingido? Como podemos perdoar alguém que nos fez o mal e, hoje, pede-nos o perdão? Um pouquinho de fé em Jesus Cristo, nem que seja do tamanho de um grão de mostarda, é a prova de que seremos capazes de conseguir colocar em prática esse dom maravilhoso do perdão; pois quem acredita em Jesus Cristo, cumpre seus ensinamentos, e é capaz de mover as montanhas de sujeira que existem no coração, trazidas pela mágoa e pelo ódio!

Nisto todos saberão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros! Jo 13, 35. Em resumo, se não nos amarmos uns aos outros, perdoando e dando uma nova chance para que todos possam recomeçar, podemos ser chamados de qualquer coisa, menos de cristãos!

Escrito por
Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R. (Arquivo Santuário Nacional)
Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R.

Redentorista, formado em Filosofia e Teologia. Pesquisador das Sagradas Escrituras e História. Acumulou experiência nas Missões Populares e no Santuário Nacional de Aparecida.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.