Por Eduardo Gois Em Igreja Atualizada em 28 NOV 2018 - 11H34

Empresas têm se especializado em atender igrejas nos meios digitais


Shutterstock
Shutterstock

Em tempos digitais e de constante evolução, o desafio da Igreja é acompanhar o ritmo em que todo esse universo digital propõe, a tecnologia muda de maneira rápida, e é cada vez mais difícil se atualizar de tal maneira que se possa usufruir de tudo que está à disposição, por toda a dificuldade técnica e financeira que isto exige.

Leia MaisCatólicos intolerantes na internet têm desejo de morte simbólicaEvangelizar na cultura digital vai muito além de criar uma páginaAtualmente algumas empresas resolveram se dedicar ao atendimento de instituições religiosas, de forma personalizada, mostram novidades, e de alguma maneira trabalham para que a Igreja não fique para trás em meio a todo esse universo.

Segundo o diretor executivo da Agência Arcanjo, especializada no segmento religioso, Darlan dos Santos, existe sim um grande desafio no ambiente digital para as igrejas. “É a extensão da vida de qualquer ser, e que não é uma opção, não se fazer presente nesses meios para levar a palavra de Deus e a proposta do Evangelho a todas as pessoas. Por isso, buscamos contribuir com a Igreja com soluções de comunicação voltadas para a Evangelização e, com isso, temos somado junto a centenas de clientes entre paróquias, dioceses, congregações, novas comunidades e empresas do segmento católico, assessorando em todas as demandas de comunicação online e offline, procurando integrar ferramentas, mídias e ações para uma comunicação de excelência”, explica.

Para Darlan, são diferentes maneiras de trabalhar, que se adaptam às necessidades e realidades de cada cliente, mas, em sua maioria, presta-se uma assessoria completa envolvendo desde a identidade visual, campanhas, site, redes sociais, marketing de conteúdo, relacionamento, revista e as mais variadas estratégias que envolvem o universo da comunicação.

Serviço especializado tem sido uma preocupação

Shutterstock
Shutterstock

De acordo com o executivo da empresa, a abertura e o interesse em se profissionalizar, comunicar melhor e alcançar resultados concretos é cada vez mais constante. “Como profissionais do ramo, isso nos inquietava bastante. Com isso, demos o passo de nos colocarmos à disposição da Igreja, com uma estrutura bem completa para que pudéssemos potencializar a evangelização por meio do nosso trabalho”, finaliza.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Eduardo Gois, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.