Por *Eduardo Gois Em Igreja Atualizada em 12 OUT 2018 - 14H41

Romeiros compartilham histórias ao chegar em Aparecida


Leia MaisRomeiros caminham pela Dutra para encontro com a Mãe AparecidaNeste 12 de outubro de 2018, dia nublado e de muito calor em Aparecida, os devotos continuam a celebrar a Padroeira do Brasil. Alguns estão aqui desde o dia 03 de outubro, quando teve início a novena. A jornada é longa para grande parte dos romeiros, mas o sacrifício, seja físico, econômico ou espiritual, é o menor dos problemas para a maioria dos devotos que aqui chegam.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Mesmo com um pé torcido, Maria Aparecida Vicente da Silva não mediu esforços para encontrar com a Mãe. Residente em de Presidente Epitácio (SP), ela vestiu-se de Nossa Senhora Aparecida para pagar uma promessa: a cura do filho de uma depressão. Mas não foi só esse o motivo. Ela também carregava em punho uma bandeira do Brasil. Diz que é necessário rezar pelo Brasil, pois o momento atual não é nada fácil, tanto no campo político, quanto da intolerância. Na opinião de Maria Aparecida, todos precisam fazer a sua parte e ela cumpre a sua rezando pelo Brasil e pelos brasileiros.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

É com a mesma fé e esperança, não só de um Brasil, mas de um mundo melhor, que Alessandro Gouveia deseja à filha Isabela e a sua esposa uma Festa da Padroeira contagiante. Para ele, é motivo de agradecimento estar em Aparecida, um ano após a pequena Isabela estar na Casa da Mãe ainda no ventre materno.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Edna de Oliveira Santos e Manuel do Carmo Medina, do Rio de Janeiro (RJ), estão em Aparecida desde o primeiro dia de Novena. Já são cinco anos seguidos que participam de todas as missas das 9h, novenas da tarde e novenas da noite durante esse período. Também passam o dia no Santuário. A partir das 5h, já se encontram por aqui e se sentem bem no Santuário, além de não se cansarem de agradecer pela realização do sonho do casal de montar o próprio negocio, uma oficina mecânica.

Manuel carrega nos braços uma imagem fac-símile de Aparecida e conta que faz questão que a imagem seja comprada na Loja oficial do Santuário. Todos os anos, ao final da novena ele reza e entrega a Imagem para a primeira pessoa que pedir. A cada ano, uma nova imagem é comprada, com o intuito de propagar a devoção aos lares e uma atitude que revela um rito pessoal de entrega a fé.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Nos braços da esposa e do filho de um ano, o fotógrafo Maurício Melo Santos, chora ao chegar no Santuário após uma peregrinação a pé de cinco dias, vindo do Bairro do Itaim Paulista, em São Paulo (SP), até o Santuário Nacional. As lágrimas são de emoção pela graça da paternidade. Mesmo após muitas dificuldades com a fertilidade, Nossa Senhora Aparecida atendeu as súplicas de Maurício.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Rute da Conceição Oliveira (ao centro), há 10 anos vem aumentando o número de amigos que traz para acampar no Santuário. Em 2018, já são mais de 50 pessoas na caravana que traz de Divinópolis (MG).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por *Eduardo Gois, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.