Por Elisangela Cavalheiro Em Igreja

Santa Rita de Jacutinga (MG) celebra aniversário do Servo de Deus, Monsenhor Marciano

No próximo domingo (17) a cidade mineira de Santa Rita de Jacutinga celebra o aniversário de nascimento do Servo de Deus, Monsenhor Marciano Bernardes da Fonseca.

Para comemorar a data, a Arquidiocese de Juiz de Fora lança no próximo sábado (16) a segunda edição do livro ‘Vida e Obra de Monsenhor Marciano Bernardes da Fonseca – O Padrinho Vigário’, que foi organizada com a colaboração do vigário geral da arquidiocese, Monsenhor Luiz Carlos de Paula e Fátima Helena de Araújo.

A obra conta com a colaboração de escritos feitos por José Marinho de Araújo, já falecido, que conviveu com Monsenhor Marciano. Nessa segunda edição foram acrescentadas informações sobre o processo de beatificação do Monsenhor Marciano e uma carta da Santa Sé que aprovou a continuidade da causa de beatificação, emitida em 16 de janeiro desse ano.

Para Monsenhor Luiz Carlos de Paula que nasceu em Santa Rita de Jacutinga e colaborou na organização e pesquisa dos relatos e documentos para o livro e para a abertura da causa de beatificação, o exemplo de ‘Padrinho Vigário’ é um testemunho contundente de caridade e expressão de um coração generoso.

“Monsenhor Marciano viveu 59 anos e 8 meses como pároco de Santa Rita, foi um tempo muito longo, e ele acabou se revelando um pároco muito zeloso, exemplar e de espiritualidade muito forte. Viveu sempre muito próximo do povo, sua casa era muito frequentada pelas pessoas, e ele viveu dessa forma, um testemunho de caridade muito intenso. Ele desejava que todos tivessem fé e que amassem a Deus. Foi um homem muito simples e humilde e tudo o que ele conseguia colocava à disposição do seu povo”.

 

Monsenhor Marciano ficou conhecido como ‘Padrinho Vigário’ por ter sido padrinho de inúmeras crianças ao longo dos quase 60 anos em que foi pároco da igreja Santa Rita de Cássia.

Como líder espiritual exemplar, Monsenhor Marciano conseguiu a emancipação do município de Santa Rita de Jacutinga em 1944, fundou a Irmandade da Santa Casa, edificou o Santuário de Nossa Senhora do Monte Calvário, e várias outras obras. Pessoa de confiança do bispo de Juiz de Fora da época, dom Justino José de Santana, assumiu por diversas vezes o governo do bispado, durante as viagens do bispo. Monsenhor Marciano também foi amigo do presidente Arthur Bernardes.

Segundo monsenhor Luiz, sobre a história de ‘Padrinho Vigário’, “quanto mais se lê mais se descobre coisas espetaculares” e as que mais comovem, são as que recordam o cuidado e o amor do pároco pelos pobres e doentes.

Além do lançamento do livro, no domingo (17), a Paróquia Bom Pastor de Juiz de Fora (MG) promove uma peregrinação à cidade do Monsenhor Marciano para celebrar a aprovação do processo de beatificação pela Congregação para a Causa dos Santos. A peregrinação sai de Juiz de Fora rumo à Santa Rita de Jacutinga, e inclui missa às 10h, na Matriz de Santa Rita de Cássia, visita ao túmulo de Monsenhor Marciano, à casa que ele morou e à Santa Casa de Misericórdia.

Nascido em Desterro do Melo, então município de Barbacena, no dia 17 de novembro de 1859, Marciano Bernardes da Fonseca foi ordenado sacerdote em 1887. Em julho do mesmo ano foi designado pároco da Paróquia Santa Rita de Cássia, em Santa Rita de Jacutinga, onde permaneceu até o seu falecimento, no dia 23 de junho de 1946.

Oração pela canonização de Monsenhor Marciano 

Ó Deus Pai Todo Poderoso, Vós que constituístes Pastores para o vosso Povo, e nos destes como bom Pároco Monsenhor Marciano Bernardes da Fonseca, sacerdote modelar, exemplar na oração, fiel na administração dos bens espirituais e temporais, dedicado à caridade para com os pobres e sofredores, nós vos pedimos, dai-nos a graça de vê-lo elevado à honra dos altares e dignai-vos ouvir-me no pedido que agora humildemente vos faço, por intercessão deste vosso fiel discípulo. (Pede-se a graça por intercessão de Mons. Marciano). Por Cristo Nosso Senhor, na força do Espírito Santo. Amém. 

(Tendo alcançado a graça, favor comunicar no seguinte endereço: Mons. Luiz Carlos de Paula, Paróquia Bom Pastor, Praça Dr. João Tostes, s/n- Bom Pastor, 36021-090- Juiz de Fora - MG). Pede-se, encarecidamente, uma contribuição para as despesas da causa de canonização de Monsenhor Marciano. 

Com aprovação eclesiástica
Imprimatur: 19 de março de 2012-Solenidade de São José
Dom Gil Antônio Moreira – Arcebispo de Juiz de Fora-MG 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.