Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 19 ABR 2018 - 09H58

Evangelho em Libras | 2º Domingo da Páscoa – Ano B


Reflexão: Padre Marcelo Magalhães - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha




(Jo 20,19-31)
Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: “a paz esteja convosco”. Depois dessas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor. 
Novamente, Jesus disse: “a paz esteja convosco. Como o pai me enviou, também eu vos envio”.
E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoardes, eles lhes serão retidos”. 
Tomé, chamado Dídimo, que era um dos doze, não estava com eles quando Jesus veio. Os outros discípulos contaram-lhe depois: “vimos o Senhor!” Mas Tomé disse-lhes: “se eu não vir à marca dos pregos em suas mãos, se eu não puser o dedo nas marcas dos pregos e não puser a mão no seu lado, não acreditarei”. 
Oito dias depois, encontravam-se os discípulos novamente reunidos em casa, e Tomé estava com eles. Estando fechadas as portas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “a paz esteja convosco”. 
Depois disse a Tomé: “põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado. E não sejas incrédulo, mas fiel”. Tomé respondeu: “meu Senhor e meu Deus!” Jesus lhe disse: “acreditaste, porque me viste? Bem-aventurados os que creram sem terem visto!” Jesus realizou muitos outros sinais diante dos discípulos, que não estão escritos neste livro. Mas estes foram escritos para que acrediteis que Jesus é o Cristo, o filho de Deus, e, para que, crendo, tenhais a vida em seu nome. 

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor. 

Reflexão
O segundo domingo da páscoa traz a presença de Cristo ressuscitado no meio da comunidade dos discípulos, para que eles acolham a vida nova e deem testemunho da ressurreição. O evangelho nos faz refletir o encontro do ressuscitado com a comunidade e ensina que só em comunidade podemos fazer este encontro e só em comunidade é possível reconhecer a presença do senhor e professar nele a fé. São João coloca o encontro do ressuscitado com os discípulos no primeiro dia da semana, para nos dizer que o domingo é o dia do senhor, dia em que fazemos nosso encontro com o Cristo no encontro com os irmãos em comunidade. Tomé, que não estava na comunidade quando Jesus apareceu, tem dificuldade de acreditar no que os discípulos falam do senhor. Pois quando nos distanciamos da comunidade, quando não caminhamos com a comunidade, temos dificuldade de perceber os sinais do ressuscitado. Jesus não vai ao encontro de Tomé, mas espera que ele vá ao encontro da comunidade para se manifestar a ele. E quando Tomé está reunido novamente com a comunidade ele consegue perceber a presença do Senhor e renovar em Jesus sua fé. Também vimos no evangelho que a primeira saudação do Cristo ressuscitado aos seus discípulos é a paz. Ele diz: “a paz esteja convosco”. Após desejar a paz Jesus mostra para os seus discípulos as mãos e o lado, para dizer que o ressuscitado é o mesmo que foi crucificado. Ele carrega em seu corpo glorioso as marcas da paixão. A dor da cruz passou, a dor foi vencida, mas o amor que o levou a abraçar a cruz, este amor permanece nele e é este amor que gera ressurreição. Ao saudar os discípulos com a paz, Jesus ensina que a paz nos vem pelo perdão. Por isso a comunidade do ressuscitado é a comunidade do perdão e da misericórdia, pois a comunidade deve carregar as marcas do ressuscitado. A paz vem pelo perdão, pois o perdão nos ensina a amar de novo, nos faz recomeçar. E Jesus sopra sobre os discípulos para que na força do Espírito Santo eles sejam missionários da misericórdia do pai junto a vida de todas as pessoas. E no encontro com o ressuscitado, os discípulos se tornam testemunhas da ressurreição. 

.:: Veja a Liturgia do dia

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.