Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 16 SET 2019 - 10H49

Evangelho em Libras | 24º Domingo do Tempo Comum – Ano C

Intérprete: Simone Vecchio
Reflexão: Padre Marcelo Magalhães

(Lc 15,1-10 )

Naquele tempo, os publicanos e pecadores aproximavam-se de Jesus para o escutar. Os fariseus, porém, e os mestres da Lei criticavam Jesus. “Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles”. Então Jesus contou-lhes esta parábola:

Se um de vós tem cem ovelhas e perde uma, não deixa as noventa e nove no deserto, e vai atrás daquela que se perdeu, até encontrá-la? Quando a encontra, coloca-a nos ombros com alegria, e, chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos, e diz: ‘Alegrai-vos comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida!’

Eu vos digo: Assim haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão.

E se uma mulher tem dez moedas de prata e perde uma, não acende uma lâmpada, varre a casa e a procura cuidadosamente, até encontrá-la? Quando a encontra, reúne as amigas e vizinhas, e diz: ‘Alegrai-vos comigo! Encontrei a moeda que tinha perdido!’
Por isso, eu vos digo, haverá alegria entre os anjos de Deus por um só pecador que se converte”.


— Palavra da Salvação. 
— Glória a vós, Senhor.

Reflexão

O Evangelho deste domingo nos traz Deus, que é perdão e reconciliação. O evangelista Lucas apresenta as parábolas de Jesus a respeito de quem se perdeu e por Deus é reencontrado.

No relato do Evangelho, Jesus está em má companhia: os publicanos e pecadores. É um escândalo para os fariseus. É nesse cenário que Jesus apresenta, então, uma imagem de Deus, descrevendo o pastor que só pensa na ovelha perdida, desgarrada, que está em perigo, e a dona de casa que procura intensamente uma moeda extraviada e fica feliz quando a reencontra. 

Nas parábolas parece que se alegra mais com o perdido que reencontra do que com que não se perdeu. Como entender isso? Será uma preferência pelas ovelhas perdidas? Isso não leva ao esquecimento de todo o rebanho?

Entender o carinho de Deus é entender todo seu plano de amor para com o seu povo. Se o pai faz festa para o filho pródigo, é porque aquele que estava morto voltou a vida, e se não faz nada de especial para o outro que está sempre com ele, é porque o estar sempre com ele deve ser a mais profunda alegria.

Nesse sentido, não basta apenas estar presente, se o coração está longe de Deus. "Ele sabe que rejeitar um só homem é rejeitar a todos. Por isso, deseja a volta de qualquer um, que de coração quer viver e estar na presença Dele".

O pensamento de quem está longe de Deus não entende seu modo de agir e ser. Para eles é melhor dizer: ocupa-te com os bons, o que rendem. Não perca tempo com os que não vale nada, deixa-os se perderem. Deixa-os viver na desigualdade, na falta de saneamento, na subnutrição.

O pensamento de Deus é o vento contrário de toda exclusão. Ele sabe que rejeitar um só homem é rejeitar a todos. Por isso, deseja a volta de qualquer um, que de coração quer viver e estar na presença Dele. Deus faz a opção pela reconciliação. Ele faz a opção por nós!

.:: Liturgia

.:: Deus Conosco dia a dia 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.