Notícias

Festa do Divino Pai Eterno recebe milhões de fiéis e homenageia vítimas da COVID

As festividades terminaram com uma procissão luminosa e com a celebração de uma missa campal

Escrito por Guilherme Gomes

04 JUL 2022 - 17H47 (Atualizada em 05 JUL 2022 - 08H01)

AFIPE/Rodolfo Cândido

Leia MaisCampanha Missionária 2022 aborda o tema “A Igreja é missão”100 dias para o 12 de Outubro: Festa da Padroeira começa a ser preparada

A Festa do Divino Pai Eterno, que aconteceu em Trindade (GO), teve seu encerramento no último domingo (03), após receber mais de dois milhões de fiéis durante os dez dias de evento.

No fim da tarde de domingo, a imagem do Divino Pai Eterno foi transferida da igreja matriz para um andor, onde os romeiros já estavam preparados para a procissão luminosa. Com velas acesas, os fiéis acompanharam a imagem rezando pelas ruas de Trindade.

Após dois anos sem acontecer de forma presencial, a Festa desse ano, que teve como tema “Pai Eterno, fazei novas todas as coisas, foi esperada com ansiedade pela população local.

De acordo com o Pe. Sidney Martins, C.Ss.R., prefeito de igreja do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em entrevista ao A12, o sentimento foi um misto de alegria e saudade pelo retorno da romaria e das festividades de forma presencial.

Foi uma preparação com muita expectativa e com muita saudade do retorno dos romeiros para o Santuário. É um misto de saudade e alegria de poder se encontrar e celebrar a fé juntos”, disse o Padre.

O destaque das celebrações, de acordo com o prefeito de igreja, foram as homenagens realizadas durante os dez dias da Festa para as vítimas da Covid-19.

AFIPE/Rodolfo Cândido
AFIPE/Rodolfo Cândido
Telão em homenagem às vítimas da COVID 19


Nós não poderíamos retomar essa Romaria e a Festa presencial sem lembrar das pessoas que partiram. Foi preparada uma pira com mais de três metros de altura que foi acesa no primeiro dia da Romaria para relembrar essas pessoas queridas que nos deixaram”, iniciou o Padre.

E completou:

Na porta principal do Santuário foi colocado um telão, onde as pessoas enviaram fotos das pessoas vítimas da Covid. O telão ficou sempre aceso com essas memórias. E também na rampa de acesso ao Santuário, colocamos as bandeiras de todos os países que também sofreram com a pandemia”, contou Pe. Sidney.

AFIPE/Rodolfo Cândido
AFIPE/Rodolfo Cândido


De acordo com o Padre, apesar do fim das festividades de 2022, nos próximos dias, a equipe responsável pela organização da Festa já começa a pensar nas celebrações de 2023.

.:: Veja as notícias do Portal A12

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Guilherme Gomes, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.