Notícias

Igreja celebra São Marcelino Champagnat, fundador dos Irmãos Maristas

Considerado como "Santo da Escola", teve como missão a educação cristã das crianças e o extremo cuidado com os enfermos

Escrito por Alberto Andrade

06 JUN 2022 - 16H07 (Atualizada em 06 JUN 2024 - 16H22)

Portal Champagnat.org

“Nossa Comunidade pertence inteiramente a Nossa Senhora, a Mãe de Deus.
Nossas atividades devem estar dirigidas a fazê-la amar, estimar e glorificar.
Ensinemos sua devoção aos nossos jovens, e assim os conduziremos mais facilmente a Jesus Cristo.”

No dia 6 de junho é comemorada a memória litúrgica do autor desta frase. Marcelino Joseph Benoît Champagnat, nascido na França em 20 de maio de 1789, justamente no ano em que iniciou um tempo marcado por fortes conflitos políticos e violência: a Revolução Francesa. 

Leia MaisOs caminhos da educação no cotidiano e na escola católicaNa infância, logo que ingressou na escola, Marcelino sofreu um grande trauma quando o professor castigou um dos seus companheiros. Ele preferiu não frequentar os estudos e foi trabalhar na lavoura com o pai. E assim o fez até os 14 anos de idade, quando seu pároco o alertou para sua vocação religiosa, se abrindo a Deus para pastorear para o povo Dele.

Apesar de sua condição econômica e baixo grau de escolaridade, foi admitido no seminário de Verrièrres. Ele ingressou no seminário menor, mesmo sem ter frequentado qualquer escola. Entre seus colegas estava São João Maria Vianney, também conhecido como o Santo Cura de Ars. Porém, a partir daí, dedicou-se aos estudos enfrentando muitas dificuldades.  Aos vinte e sete anos, em 1816, recebeu o diploma e foi ordenado Sacerdote no seminário de Lyon.

Movido pelo Espírito Santo, começou a ajudar jovens da sua época que além de serem analfabetos, não tinham nenhum conhecimento sobre Deus e sobre religião, eram almas sem nenhum sentido para viver.

Irmãos Maristas
Irmãos Maristas

Assim, Marcelino liderou um grupo de jovens para a educação da juventude. Nascia, então, a futura Congregação dos Irmãos Maristas, também chamada de Família Marista, uma Ordem Terceira que leva o nome da Virgem Maria e sua proteção, e Marcelino sempre a chamou de Mãe Bondosa.

Sua obra começou a ter tanto valor na sociedade, que acabou por desligar-se de suas atividades paroquiais, para dedicar-se, completamente, a essa missão apostólica. Determinou que os membros da Congregação não deveriam ser sacerdotes, mas simples irmãos leigos, a fim de assumirem a missão de catequizar e alfabetizar as crianças, jovens e adultos nas escolas paroquiais.

Portal Champagnat.org
Portal Champagnat.org

Afonso Murad, irmão marista e Doutor em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, falou a respeito do amor que São Marcelino Champagnat tinha pela educação também como ação evangelizadora. 

“Entre os ensinamentos e práticas de São Marcelino, ele dizia que os educadores precisavam sempre estar perto dos alunos nas aulas, nos intervalos, assim como anjos da guarda, assim se estabelece uma relação de respeito, amizade e cuidado. Marcelino também dizia que a educação é um ato de amor, e que pra gente educar é necessário em primeiro lugar querer bem as crianças, adolescentes e jovens, disse.

O marista também enfatizou a simplicidade do Santo. “Ele renunciava a todo luxo e ostentação, porque ele queria e de fato fez, que a vida girasse em torno do essencial e aí a gente vai cultivando esse olhar de gratidão a Deus, de se alegrar com pequenas coisas e valorizar uns aos outros”, concluiu o teólogo. 

No dia 6 de junho de 1840, aos 51 anos de idade, São Marcelino entregou sua alma a Deus, deixando um legado que rende frutos até os nossos dias. O Papa São João Paulo II, que o canonizou no ano de 1999, afirmou que o fundador dos Irmãos Maristas “foi sensível às necessidades espirituais e educativas da sua época, sobretudo a ignorância religiosa e as situações de abandono vividas em particular pela juventude.


Oração a São Marcelino Champagnat

São Marcelino Champagnat,
durante a vossa vida caminhastes na presença de Deus,
cheio de fé e profunda confiança filial na proteção de Maria,
e foste misericordioso para com o próximo,
cheio de amor e carinho pelos pobres e pequeninos, os prediletos de Deus.

Por isso, com grande confiança nos dirigimos a vós.
Consegue-nos do Senhor a graça… (citar pedido).

Isso vos pedimos para a glória de Deus, nosso Pai querido.

Amém.


.:: Quais os desafios da educação no Brasil?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Alberto Andrade, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...