Por João Antônio Johas Em Opinião Atualizada em 06 JAN 2020 - 09H30

A fonte da alegria das Companhias de Reis

Shutterstock
Shutterstock

No dia 06 de Janeiro se comemora o Dia de Reis. Em várias partes do Brasil existe a tradição, de origem portuguesa, das Companhias de Reis ou Folias de Reis que acompanham as festividades desses dias.

Essas companhias, por vários dias entre o natal e o dia da festa, passam visitando as casas das pessoas, com muita alegria e animação.

Mas qual é a fonte de toda essa alegria? É o Nascimento de Jesus que agora se manifesta ao mundo inteiro nas pessoas dos Reis do Oriente que vêm a visitar o menino.

Talvez possa surpreender um pouquinho a alguns que a folia de Reis tenha uma origem católica, porque algumas vezes entre tantas cores, festas e agitações, se esquece o verdadeiro motivo de tudo isso e até se passa a celebrar de maneiras que não condizem com a realidade primeira da ocasião.

Algo assim acontece também com o Natal. Sabemos que sempre é preciso recordar, a cada ano, o verdadeiro sentido do Natal, porque no meio das correrias de fim de ano, o menino Deus que nasce no silencioso e tranquilo presépio, as vezes fica apenas num canto esquecido da casa.

As Companhias de Reis

Shutterstock
Shutterstock

Na festa do Dia de Reis existe uma organização muito grande e tradições muito antigas de Companhias de Reis. Em uma companhia estão sempre presentes alguns personagens que interpretam os três reis magos, um coro, o bandeireiro, o festeiro e o mestre. Cada um com seu papel bem definido para os desfiles, as visitas, a animação em geral.

Leia MaisQuem eram os reis magos?Um papel todo especial é dado a bandeira, que leva uma estampa dos Reis Magos e é um elemento muito reverenciado e respeitado em cada companhia. Essa bandeira poderia servir para lembrar, sempre que se olhar para ela, ou que se fizer uma oração frente a ela, do verdadeiro motivo de toda a alegria desse tempo.

E temos todas as razões do mundo para estarmos alegres. Esse é um ponto muito positivo que se vive nesses dias e que não pode se perder nunca. Jesus, nosso salvador, nasceu e se manifestou como o reconciliador do mundo inteiro. Todos nós, não apenas o povo de Israel, somos chamados a viver em comunhão com Deus. Comunhão essa que Jesus veio ao mundo para ensinar a viver.

Portanto, se por esses dias nos alegramos com toda a folia, que nos alegremos pelo verdadeiro motivo de tudo isso. Que sejamos nesse mundo sinal de que encontramos o verdadeiro tesouro, aquele que escutamos nos Evangelhos, pelo qual vale a pena vender tudo para conseguir.

E que esse clima de alegria por Deus que se faz próximo de cada um de nós em Jesus, se instale em nossa vida e seja algo permanente durante todo o ano e durante toda a nossa vida.

Escrito por
Irmão João Antônio Johas (Redação A12.com)
João Antônio Johas

Licenciando em Filosofia pela Universidade Católica de Petrópolis, Pós-graduando em Antropologia Cristã pela Universidade Católica San Pablo em Arequipa, Peru.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Opinião

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.