Por Redação A12 Em Santo Padre Atualizada em 26 AGO 2020 - 09H27

Papa critica desigualdade social e a degradação ambiental

Shutterstock
Shutterstock


Na Audiência Geral desta quarta-feira (26), na Biblioteca do Palácio Apostólico, no Vaticano, o Papa Francisco falou da pandemia e as suas consequências sociais. “Muitos correm o risco de perder a esperança. Neste tempo de incerteza e angústia, convido todos a aceitarem o dom da esperança que vem de Cristo. É Ele que nos ajuda a navegar nas águas tumultuosas da doença, da morte e da injustiça, que não têm a última palavra sobre o nosso destino final”.

Leia MaisA esperança se alimenta da presença de JesusFrancisco prosseguiu, afirmando que a pandemia pôs em evidência e agravou os problemas sociais, especialmente a desigualdade: “Alguns podem trabalhar de casa, enquanto para muitos outros, isto é impossível. Algumas crianças, apesar das dificuldades, podem continuar a receber uma educação escolar, enquanto para muitas outras,  houve uma brusca interrupção. Algumas nações poderosas podem emitir moeda para enfrentar a emergência, enquanto que, para outras, isso significaria hipotecar o futuro.”

Estes sintomas de desigualdade revelam uma doença social, frisou o Papa, “é um vírus que provém de uma economia doente. É o resultado de um crescimento econômico desigual, que é independente dos valores humanos fundamentais. No mundo de hoje, muito poucas pessoas ricas possuem mais do que o resto da humanidade. É uma injustiça que clama aos céus!”

O Pontífice chamou a atenção para o fato que este modelo econômico é indiferente aos danos infligidos à casa comum:

“Estamos perto de superar muitos dos limites do nosso maravilhoso planeta, com consequências graves e irreversíveis: desde a perda de biodiversidade e alterações climáticas ao aumento do nível dos mares e à destruição das florestas tropicais. A desigualdade social e a degradação ambiental andam de mãos dadas e têm a mesma raiz: a do pecado de querer possuir e dominar os irmãos e irmãs, a natureza e o próprio Deus. Mas este não é o desígnio da criação”, disse o Papa.

.:: Veja abaixo vídeo do Papa sobre a crise 


Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.