Santo Padre

Papa volta a defender a vacina contra a COVID

Francisco ainda falou sobre os desafios que a humanidade tem nos dias atuais

Escrito por Redação A12

10 JAN 2022 - 13H11 (Atualizada em 10 JAN 2022 - 13H30)

Shutterstock papa-francisco (Shutterstock)

Leia MaisMensagem do Papa Francisco para o 30º Dia Mundial do EnfermoO que diz o Papa sobre o Batismo?O que diz o Papa Francisco sobre adoção?O Papa Francisco recebeu no Vaticano o corpo diplomático acreditado pela Santa Sé, para os tradicionais votos de Ano Novo. O discurso do Pontífice é um dos mais tradicionais do ano, já que analisa a conjuntura internacional do momento.

De acordo com o Santo Padre, a pandemia, migração e as mudanças climáticas no mundo são os principais desafios que a humanidade deve enfrentar nos dias atuais. O Papa voltou a defender a vacinação da população mundial, dizendo que as vacinas não são instrumentos mágicos de cura, mas “a solução razoável para a prevenção do coronavírus”. Disse ainda que “é preciso deixar de lado as fake news” e o embate ideológico:

“Todos temos a responsabilidade de cuidar de nós próprios e da nossa saúde, o que traduz também no respeito pela saúde de quem vive ao nosso lado. O cuidado da saúde constitui uma obrigação moral”, refletiu.

Sobre o encontro com os embaixadores acreditados junto à Santa Sé, Francisco reforçou a importância e objetivo da diplomacia: “Ajudar a deixar de lado os dissabores da convivência humana, favorecer a concórdia e experimentar como, superando as areias movediças da conflitualidade, podemos redescobrir o sentido da unidade profunda da realidade”, comentou o Papa.

Convencido de que diálogo e fraternidade são os dois focos essenciais para superar as crises do momento presente, o Santo Padre concluiu repropondo dois elementos da mensagem para o Dia Mundial da Paz 2022: educação e trabalho. E manifestou sua dor diante dos abusos cometidos em centros educativos, como paróquias e escolas, e a necessidade de justiça:

“Não obstante a gravidade de tais atos, nenhuma sociedade pode jamais abdicar da responsabilidade de educar”, disse o Papa.

Ao se despedir dos embaixadores, Francisco citou o profeta Jeremias, que lembra que Deus tem para nós desígnios de prosperidade e não de calamidade. “Por isso, não devemos ter medo de abrir espaço para a paz na nossa vida, cultivando o diálogo e a fraternidade entre nós. A paz é um bem ‘contagioso’, que se propaga a partir do coração de quantos a desejam e aspiram a vivê-la abraçando o mundo inteiro”, finalizou.

.:: Netflix lança série com Papa Francisco

.:: Veja a biografia de Papa Francisco

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.