Por Pe. Evaldo César, C.Ss.R. Em Santuários Atualizada em 18 MAR 2019 - 15H35

Santuário de São Pio de Pietrelcina: Todo o amor na Cruz de Jesus!

Como sempre, nas histórias escritas pela bondade de Deus, o início é de simplicidade infinita. Quem imaginaria que aquele garotinho, nascido em 1887, na cidadela de Pietrelcina, seria um dos mais venerados santos da Igreja Católica, na Itália e no mundo, na atualidade. Batizado com o nome de Francisco, tornou-se Pio quando se fez noviço entres os Frades Capuchinhos em 1904. Canonizado em 2002 pelo Papa João Paulo II, foi definitivamente colocado entre os santos da Igreja com o nome de “São Pio de Pietrelcina”. 

Atualmente, na cidade onde passou grande parte de sua vida, a singela San Giovanni Rotondo, ergue-se um admirável complexo turístico-espiritual, visitado anualmente por centenas de milhares de peregrinos de todo o mundo. O antigo convento capuchinho, de 1540, onde viveu o santo em sua humilde cela, a igreja de Santa Maria das Graças e o moderno santuário dedicado ao místico santo Pio são partes essenciais de uma visita que une história, cultura e principalmente piedade e devoção. 

Área externa do novo Santuário de Padre Pio em San Giovanni Rotondo (reprodução)
Pátio externo do moderno Santuário de São Pio de Pietrelcina em San Giovanni Rotondo

:: Santo do dia | São Pio de Pietrelcina 

O Santuário de Padre Pio comporta cerca de 6500 fiéis, tem formato de uma grande concha, e foi erguido com a doação dos peregrinos. Foi finalizado em 2004, depois de 10 anos de construção, seguindo projeto do famoso arquiteto italiano Renzo Piano. Dizem os que gostam de números que o Santuário de padre Pio só perde para a catedral de Milão em extensão. Ali, além das eucaristias diárias, o fiel pode visitar os restos mortais de São Pio, e diante das santas relíquias depositar suas preces e orações. E nesses momentos de oração, recordar um pouco da história de São Pio, marcada por sinais miraculosos e pela perseguição de autoridades da própria Igreja. 

Tumba onde repousa o corpo de São Pio de Pietrelcina  (reprodução)
Urna com o corpo incorrupto de São Pio de Pietrelcina que fica dentro do Santuário. 

Um belíssimo painel, com uma cena do Apocalipse, recebe os peregrinos pela entrada principal, que tem também um detalhe no piso, unindo o exterior do templo com seu interior, numa referência simbólica do que foi a vida de padre Pio: somente quando enfrentamos nossos medos e fraquezas do cotidiano, colocando-nos na presença de Deus, é que conseguimos entrar no interior do coração daquele nos chamou à vida plena! Padre Pio, como sabemos, foi um grande confessor, e por meio da penitência, converteu muitos homens e mulheres. 

:: “Quero ser apenas um frade que reza” Padre Pio

Pio de Pietrelcina é um desses místicos que surgem de tempos em tempos, e que, entre seus contemporâneos, provoca muita polêmica. O tempo, porém, encarrega-se de sanar as dúvidas, e a assistência do Espírito Santo purifica os corações mais incrédulos. Talvez, mais do que seus dons miraculosos, São Pio deva ser lembrado como um homem apaixonado por Jesus e dedicado ardorosamente à devoção a Maria Santíssima. Hoje, depois de tantos revezes sofridos em vida, São Pio descansa em paz e segue como um grande intercessor do povo mais sofrido. Talvez por ter ele mesmo carregado tantas cruzes, o santo é capaz de compreender e interceder pelos sofrimentos dos que nele buscam alívio espiritual.

Veja fotos dos locais de peregrinação em San Giovanni Rotondo: 

Conheça mais no site do Santuário (em italiano). 

Assinatura padre Evaldo Souza - Colunista

35 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Evaldo César, C.Ss.R., em Santuários

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.