Por Pe. José de Lima Torres, C.Ss.R. Em Notícias Atualizada em 18 ABR 2019 - 14H45

A cruz é garantia da ressurreição

A liturgia destes dias evidencia um aspecto em comum. Diante de um momento difícil, de aparente fracasso e de desânimo; diante da derrota de um projeto, do sofrimento e da traição, aquele que é enviado por Deus se mantém firme e fiel nos objetivos da sua missão e consegue enxergar além do que vê. Confia em Deus e não cai no desespero. Mas sabe que está sendo conduzido por Deus.

Matheus Andrade
Matheus Andrade


E nós, como lidamos com nossos fracassos?

É preciso que a gente vá além das aparências para perceber as ações de Deus que vão transformando a vida da gente. Quem não quer sofrer, nunca vai crescer! O sofrimento é uma escola de vida e de ressurreição.

:: Descubra o que está representado na Cruz Redentorista

Quando a gente enfrenta o sofrimento sem arredar os pés dos princípios cristãos, sem deixar a ética de lado, os valores preciosos da vida, os sofrimentos têm sentido.

É tempo de Páscoa e Deus continua chamando. A missão é construir o mundo parecido com os desejos de Deus, mesmo que isso nos custe os maiores sofrimentos. Contemplemos os sofrimentos de Jesus antes de enfrentar a cruz, pois o projeto é maior. A missão é de Deus!

Ao celebrar a ressurreição de Jesus, participamos também da sua nova vida. É o Espírito de Deus que fecunda o deserto da nossa existência e nos transforma em verdadeiras testemunhas do Redentor!

:: Por que Santíssimo Redentor?

Responder ao convite de Deus é deixar-se conduzir por esse mesmo Espírito, que faz nascer no coração dos povos uma nova esperança; é ser nova luz, novo sal, trigo bom, água cristalina para matar a sede e alimentar a vida ameaçada!

Que nesta Páscoa o seu coração esteja aberto para fazer as experiências da ressurreição. Seja concreta em sua vida a experiência da “passagem”:

do pecado para uma vida nova;

da tristeza para a nova alegria;

da crise de sentidos para um novo rumo de vida;

da desesperança para novos sonhos;

da desobediência para a descoberta da alegria de ser Projeto de Deus;

da falta de realização para a aceitação da vontade de Deus. 


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José de Lima Torres, C.Ss.R., em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.