Por Victor Hugo Barros Em Releases

Redentoristas assumem Santuário do Senhor Bom Jesus de Pirapora

Redentoristas assumem Santuário do Senhor Bom Jesus de Pirapora


Divulgação/ Santuário do Bom Jesus de Pirapora
Divulgação/ Santuário do Bom Jesus de Pirapora
Santuário do Senhor Bom Jesus de Pirapora é meta de peregrinações no Estado de São Paulo

A Província Redentorista de São Paulo assume a partir de abril um novo trabalho administrativo e pastoral no Santuário do Senhor Bom Jesus de Pirapora (SP). Ao todo, quatro Missionários Redentoristas vão estabelecer uma nova comunidade no local, além de dinamizar a vida do templo, meta da peregrinação de cerca de seiscentas mil pessoas por ano. O envio dos religiosos acontecerá durante a missa das 9h da próxima sexta-feira (23), no Santuário Nacional de Aparecida.

Há mais ou menos quatro anos já havia sido pensada a possibilidade dos Missionários Redentoristas assumirem os cuidados do Santuário e realizadas as primeiras conversações, finalizadas no semestre passado. Agora, a Diocese vive com alegria a expectativa da chegada da equipe missionária.

“Há mais ou menos quatro anos a Diocese estava administrando o Santuário, mas só podíamos designar dois sacerdotes para esse trabalho e, por lá passam muitos peregrinos. Com a vinda dos redentoristas sabemos que o povo será muito bem atendido, temos muitas expectativas boas”, conta o bispo da Diocese de Jundiaí (SP), Dom Vicente Costa, atual responsável pelo templo.

A perspectiva dos Missionários Redentoristas também é promissora. A proximidade de Pirapora do Bom Jesus com a capital paulista, cerca de 60 km, alimenta os sonhos da Congregação. “O desejo da província redentorista é fazer de Pirapora um grande centro pastoral popular que atinja a população da grande São Paulo e de outras cidades do interior”, confidencia padre Inácio.

A nova comunidade é formada por religiosos jovens, mas que já possuem experiências pastorais anteriores. A começar pelo superior da nova casa, padre Rodrigo Arnoso. O sacerdote, que já atuou no Santuário Internacional de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Roma e exerceu o cargo de prefeito de igreja no Santuário Nacional de Aparecida, assumirá agora uma nova missão, atuando tanto como reitor do Santuário do Bom Jesus quanto como pároco local. Compõem ainda a equipe os padres José Afonso Savassa e João Paulo Ramos, além do frater Heliomarcos Ferraz.

Entre os desafios da nova comunidade está o de fomentar a devoção ao Senhor Bom Jesus e acolher os milhares de peregrinos que visitam o local. “Vamos assumir esta atividade para dinamizar e levar vida àquela parcela do povo de Deus. Desejamos fazer isso na alegria do Evangelho e ali anunciar a copiosa Redenção aos milhares de peregrinos que passam pelo Santuário de Pirapora”, destaca padre Rodrigo.

Além do Santuário Diocesano, os Missionários Redentoristas assumirão também a paróquia do Senhor Bom Jesus e outras quatro comunidades urbanas e outras duas em processo de formação.

A posse do novo pároco e recepção aos Missionários Redentoristas acontece no dia 6 de abril. Às 19h haverá uma acolhida no Portal dos Romeiros seguida de missa às 20h no Santuário do Senhor Bom Jesus

Bom Jesus de Pirapora – A devoção ao Senhor Bom Jesus de Pirapora se iniciou em 1725, quando a Imagem de Jesus flagelado e coroado de espinhos foi encontrada nas águas do rio Tietê por um morador local. Ele a levou para sua casa e iniciou uma devoção doméstica que aos poucos atraía mais pessoas. Sabe-se, por meio de documentos, que em 1825 já haviam relatos de milagres alcançados no local de veneração daquela Imagem.

Em 1887, a então Capela do Bom Jesus foi elevada ao status de Santuário diocesano, se tornando, dez anos depois, sede paroquial. O local abriga a Imagem encontrada há quase 300 anos, que pode ser vista no altar principal do templo.

Fonte: Santuário Nacional

3 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.