Notícias

Dom Orlando diz que “Nossa Senhora é o que a Igreja deve ser”

Em última missa, o arcebispo convidou os fiéis a agradecer tudo o que vivemos neste ano e confiar a Deus o próximo ano

Escrito por Laís Silva

31 DEZ 2022 - 21H36 (Atualizada em 02 JAN 2023 - 11H47)

Thiago Leon

Neste sábado, 31 de dezembro, a Igreja Católica encerra a oitava de Natal voltando-se a Virgem Maria que gerou em seu seio e deu a luz ao verdadeiro Deus, feito homem.

A Santa Missa do Santuário Nacional de Aparecida aconteceu no Altar Central e foi celebrada pelo arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes e concelebrada pelo reitor do Santuário Nacional, Missionário Redentorista, pe. Eduardo Catalfo e os demais sacerdotes presentes.

O arcebispo iniciou sua homilia parabenizando os fiéis presentes por escolherem estar na Casa da Mãe Aparecida, para pedir perdão pelos erros do ano de 2022 e colocar nas mãos de Deus o ano novo.

Ele lembrou que nesta época do ano o comércio, as escolas, as indústrias e os governos fazem um balanço de como foi o ano; e questionou aos devotos:

“Será que nós católicos não vamos fazer também um balanço espiritual? Se não a gente vai viver na mesmice”.

E completou:

“Repetir os mesmos erros do ano velho no ano novo, significa que nossa adoração não é completa. Devemos então nos avaliarmos e pedirmos perdão por estas omissões e pecados. A grande graça é aprendermos com os erros do ano velho para não repetirmos no ano novo, pois não haverá um ano novo sem o coração novo, sem uma nova esperança, sem um novo olhar para as pessoas e para a vida. Vamos pedir essas graças a Nossa Senhora e não repetirmos os erros de 2022. Se cairmos, vamos logo recomeçar”.

Thiago Leon
Thiago Leon

Ainda em sua reflexão, dom Orlando, questionou o público presente: “Como celebrar o ano novo?”.

“A primeira leitura disse: abençoando! Abençoai os inimigos, abençoar os que vos perseguem, abençoar cada pessoa. Você sabe que dizer boa noite, bom dia é abençoar? É sim, porque dia vem de Deus e então abençoar significa bem dizer, bendito, Bento”.

E completou falando que devemos começar o ano com Santíssima Trindade, pois nada melhor que a Santíssima Trindade para nos acompanhar o ano todo, nas “bilhões de batidas do nosso coração, pois quando ele parar, para tudo”. Ele também destacou que devemos mais parecidos como Nossa Senhora.

“Nossa Senhora é o que a Igreja deve ser, então com segurança e gratidão, nós começamos o ano novo sobre o olhar de Nossa Senhora, sobre o colo de Nossa Senhora, na companhia de Nossa Senhora e com a proteção de Nossa Senhora”.

Na última celebração do ano, dom Orlando mencionou a mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz que é celebrado no dia 1º de janeiro. Neste novo ano que se inicia, o Pontifice pediu: “Vamos andar juntos”. E assim o arcebispo também pediu aos fiéis que repetissem com ele: “Vamos andar juntos”.

O arcebispo de Aparecida, pediu a Nossa Senhora três palavras, três graças para todos nós no novo ano que se inicia. A primeira delas foi a palavra “recomeçar”, para que nós possamos recomeçar no ano que se inicia e em todas ás vezes que forem necessárias.

A segunda foi “coragem”, para que todos tenham coragem de buscar a Deus e coragem para enfrentar os desafios da vida, pois Deus está conosco.

Estou contigo, Deus diz isso na Bíblia, 3 mil vezes e a gente esquece. Vamos dizer: o Senhor está comigo. E sempre dizer isso para as pessoas, porque essa é uma das maiores graças da Sagrada Escritura”.

E por último, mas não menos importante, dom Orlando pediu a Mãe do céu e nossa, “paz”, para que se acabem as guerras, as indiferenças com nossos irmãos e os sofrimentos.

“Paz no nosso coração é o inicio da paz mundial”.



Lições de Bento XVI

Durante a celebração, dom Orlando lembrou a pessoa que foi o Papa Emérito Bento XVI, que faleceu na manhã deste último dia do ano.

“Com o Papa Bento nós podemos viver um ano novo profundamente e alegremente, porque ele diz assim: coloque Deus no centro de sua vida. Ele diz: Nada antepor a Jesus”.

Mencionou ainda a vinda de Bento XVI ao Santuário Nacional em 2007 quando ele disse: “neste altar permanecei na escola de Maria e vamos ser discípulos de Jesus, do evangelho e do seu reino”.

Com as sábias palavras o Papa emérito ainda reforçou que: “a missão é um ato de amor, evangelizar é amar”.

Dom Orlando finalizou sua lembrança ao Papa emérito contando que quando ele se despediu de Aparecida disse em oração: “fica conosco Senhor”.

“Fica conosco Senhor e esse é o pedido que eu faço em nome do Papa falecido. Fica conosco Senhor, todos os dias do ano novo. Amém”.

Thiago Leon
Thiago Leon


:: Confira: Bento XVI, o Papa da coragem e da humildade

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Laís Silva, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.