Por Santuário Nacional Em Notícias Atualizada em 14 MAR 2019 - 09H02

Memorial da Devoção recebe exposição sobre o principal símbolo do cristão

O Memorial da Devoção Nossa Senhora Aparecida inaugurou nesta quarta-feira (13) a nova exposição “Cristo Rei – Cristo Redentor e A Cruz”, do artista plástico português José Jorge. “Para mim é um motivo de orgulho muito grande. Esse tema da cruz eu comecei a trabalhar em 2005. Portanto, nessa altura estava longe de pensar que um dia viria expor no Brasil”, expressou o artista.

Wilson Silvaston
Wilson Silvaston


A exposição veio pela primeira vez ao Brasil em 2018, para o Santuário Cristo Redentor, no Corcovado, Rio de Janeiro. A exibição seguiu até o início deste mês de março. “A primeira exposição que eu fiz foi Santuário Nacional do Cristo Rei, que fica em Almada, na cidade de Lisboa, Portugal, e que é geminado com o Santuário Cristo Redentor do Rio de Janeiro. Por isso, veio o pedido para que a exposição viesse para o Rio de Janeiro, ainda mais que agora, em 2019, comemora-se os 10 anos do processo de geminação dos dois Santuários”, destacou Jorge.

Segundo o responsável pela produção da exposição no Brasil, Carlos Boiça, a história do Brasil está marcada desde o início pela presença da cruz. “O primeiro nome do país foi Ilha de Vera Cruz e, depois, Terra de Santa Cruz. Após conhecer o trabalho do José Jorge, achamos de extrema importância apresentar suas obras para o público brasileiro”, comentou.

Como uma homenagem ao Brasil, o artista português fez a doação de um quadro denominado ‘Deus é Brasileiro’, como reconhecimento da ligação histórica entre os santuários português e brasileiro. “Os meus quadros não estão à venda, mas este, especificamente, irei o oferecer ao povo do Brasil, porque tem uma relação muito íntima com o Brasil. Para esta obra, eu utilizei aqueles sacos de café, que têm aquela legenda que diz que é feito no Brasil e que têm o símbolo da flor do Brasil. Para mim, faria muito sentido que este quadro ficasse no Brasil. Portanto, eu irei com muita honra e prazer oferecer ao povo brasileiro”, contou Jorge.

A mostra apresenta 12 quadros em tinta acrílica e técnica mista sobre madeira, retratando diferentes interpretações deste importante símbolo da fé católica, o crucifixo.

Para o artista, retratar a cruz em suas obras é trazer todo o significado e força que este símbolo representa. “Trabalhar a cruz é um tema que me interessou bastante; é um tema que tem, pra mim, como católico que sou, uma simbologia muito forte. Porque este símbolo agrega milhões de pessoas, este símbolo fez com que metade da Europa caminhasse para o extremo oriente para conquistar terras e para divulgar o cristianismo. Este símbolo já tem dois mil anos e ainda se mantém tão vivo e tão forte”.

Um diferencial da exposição é o espaço que o artista abre para que os visitantes expressem a sua opinião ou sentimentos ao ter contato com as obras. A ideia, segundo o artista, é convidar os visitantes a ser um artista também, aproveitando o espaço da exposição para envolver e motivar a criatividade dos presentes. “As exposições tradicionais são um pouco monótonas e um pouco estáticas, mas eu acho que uma exposição pode ser aproveitada. É um lugar onde as pessoas se encontram, onde as pessoas comentam, onde as pessoas vão ver arte e podem aproveitar para expressar a sua opinião. E a sua opinião pode ser através de um desenho, de um poema, ou através de um texto escrito”.

Marília Ribeiro
Marília Ribeiro


Jorge explica que, ao fim das exposições previstas para acontecerem no Brasil, a ideia é reunir todas as telas feitas pelos visitantes e criar uma obra com esse material. “Com esse material todo feito pelas pessoas eu irei construir uma peça. Eu vou fazer arte pela arte das pessoas, que tiveram a gentileza de se expressar quando viram a minha exposição”, disse.

A mostra poderá ser visitada até o dia 12 de abril, no Memorial da Devoção Nossa Senhora Aparecida. Depois, a exposição segue para o Museu de Arte Sacra, em São Paulo.

Os devotos podem conferir essa exposição e todos os atrativos do Memorial da Devoção a partir desta quarta-feira (13). O ingresso custa R$ 18,00. O Memorial da Devoção abriga o Cine Padroeira, o Museu de Cera, com mais de 60 peças, o Cantinho dos Devotos Mirins e também uma loja de artigos religiosos.


Fonte: Assessoria Memorial da Devoção

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Santuário Nacional, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.