Por Tatiana Bettoni Em Notícias

No Santuário, Capuchinhos comemoram 60 anos da Província de São Paulo

A Província dos Frades Capuchinhos de São Paulo concluiu no Santuário Nacional as comemorações pelo ano jubilar de seis décadas de existência. Cerca de cem frades e quatro bispos capuchinhos renderam graças a Deus na Santa Missa e pediram a intercessão e bênçãos de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira da Província.

A celebração das 9h00 nesta quinta-feira foi presidida por Dom João Alves da Silva, OFM, bispo de Paranaguá e referencial da Pastoral Afro-brasileira. Concelebraram três bispos capuchinhos: Dom Frei Manoel Delson, bispo diocesano de Campina Grande; Dom José Egito Soares Filho, bispo diocesano de Carolina; Dom José Ubiratan Lopes, bispo diocesano de Itaguaí.

 
 

A homilia foi proferida por Dom José Egito Soares Filho, OFM, que citou a história da Ordem franciscana. “As nossas raízes vêm lá do século 13, na Úmbria, quando o pobrezinho de Deus Francisco de Assis entrega-se totalmente a Deus seguindo os passos de Cristo pobre crucificado, professando os conselhos evangélicos da pobreza, obediência e da castidade. No século 16, um grupo frades menores se propuseram a retomar a vida de Francisco, e ficaram conhecidos no meio do povo como capuchinhos, por causa do capuz pequeno que usavam pregados no hábito”, disse.

Em seguida, Dom Frei lembrou a chegada dos capuchinhos ao Brasil, no século 17, alocando-se em locais como Bahia, Rio de Janeiro e finalmente São Paulo, que completa 60 anos de elevação a Província. E completou: “Ao celebramos o jubileu de nossa província, é importante resgatar as ideias-força que delem brotam, a partir de Jesus Cristo e do projeto de Francisco, realçando a novidade da vida fraterna que ele trouxe para a vida da Igreja”.

Lembrando a Padroeira da Província, Nossa Senhora Aparecida, o bispo fez uma prece especial e relatou a intercessão de Maria nos 60 anos da Província:

“Hoje te pedimos, intercede a Jesus as graças que nós necessitamos para o seguimento do Evangelho e anúncio da Salvação, como queria o nosso pai seráfico. Nossa Senhora nos aponta para Jesus ressuscitado, como fez Papa Francisco quando esteve aqui em Aparecida. (...) Disse Papa Francisco que é em Maria que se aprende o verdadeiro discipulado. E por isso a Igreja sai em missão sempre na esteira de Maria. Ela abriu-nos a porta, fez-nos entrar e nos aponta seu filho Jesus”.

[Clique aqui para assistir a homilia completa de Dom José Egito Soares]

Após a celebração, os capuchinhos reuniram-se em uma capela do Santuário Nacional para uma palestra comemorativa.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Tatiana Bettoni, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.