Por Anna Laura Barreto Em Notícias

Reinauguração da Matriz Basílica de Aparecida emociona devotos; momento contou com organista italiano


Fotos: Thiago Leon
 

Ontem, 2 de fevereiro, aconteceu a reinauguração da Matriz Basílica de Aparecida após 11 anos em processo de restauração. A celebração contou com a presença de romeiros e aparecidenses que foram admirar a igreja e prestigiar o maestro Sérgio Militello, organista da Capela Sistina, do Vaticano, que veio pela primeira vez ao Brasil para tocar o órgão de tubos de origem alemã que foi totalmente restaurado.

O momento festivo começou às 18h15 com a benção do órgão, seguido por uma missa solene presidida por Dom Darci José Nicioli, bispo auxiliar da arquidiocese, acompanhado dos missionários redentoristas que atuam na Arquidiocese de Aparecida (SP).

Durante a homilia, Dom Darci convidou os devotos a observarem a beleza da Matriz, destacando, entre outras obras, as artes do teto, as imagens dos santos que vieram do estado da Bahia, o altar feito em mármore de Carrara e o relicário de São Vicente no altar-mor que fora trazido da Itália. Sobre tantas obras que nos enchem os olhos, dom Darci explica:

“A importância é justamente para falar da fé deste povo. A beleza salva, de forma que como muitos milhões que aqui já rezaram, outros milhões virão aqui para rezar. Que (os romeiros) tenham neste templo um lugar sagrado para seu encontro com Deus, pelas mãos carinhosas de Nossa Senhora Aparecida. Neste mundo todos nós somos peregrinos, e um dia nos encontraremos no grande santuário do céu. Mas enquanto esse tempo não chega, nós precisamos de espaços como estes. Que (a Matriz) continue sendo este lugar de bênçãos, morada de Deus, casa de Maria e encontro de irmãos, para hoje e para toda eternidade”.

Dom Darci ainda explica que o altar-mor agora conta com dois elementos que indicam que a igreja é uma basílica: um gonfalone vermelho, em formato de guarda-sol, trazendo a insígnias da arquidiocese de Aparecida e um tintinábulo com o emblema pontifício.

 

“Tocar na casa de Maria é uma experiência única, todo organista deveria ter uma graça como essa”. (maestro Sérgio Militello)

Após a missa solene, o maestro executou um concerto de 45 minutos e o finalizou com o hino religioso nacional “Viva a Mãe de Deus e Nossa”, comovendo todos os presentes. Em seguida, o maestro deixou o coro emocionado: “Tocar um instrumento restaurado é sempre um momento forte, de intensa emoção”, afirma. “Tocar na casa de Maria é uma experiência única, todo organista deveria ter uma graça como essa”, completa Militello.

Ainda sobre o maestro, pe. Domingos Sávio declara: “É uma graça muito grande recebê-lo aqui. Valoriza o lugar e também a devoção a Nossa Senhora. Foi tudo muito bonito, principalmente o final, em que ele tocou uma música brasileira”.

Foto de: Thiago Leon

tlq3304

Maestro Sérgio Militello

 

A "Basílica Velha" dos aparecidenses – A Matriz Basílica, tradicionalmente conhecida por Basílica Velha, acolheu milhares de batizados, casamentos e tantos outros sacramentos, não só dos romeiros que buscam a bênção de Maria, mas também dos aparecidenses e moradores da cidade que tanto valorizam a história e a fé. Celebrar a restauração da Basílica Velha é também como celebrar histórias de vida devotadas a Senhora Aparecida.

Foto de: Thiago Leon

tlq2392

Interior da Matriz Basília

Alessandra Bento, diretora de cultura de Aparecida (SP), conta que é nascida e crescida na cidade e que ficou muito emocionada ao ver o trabalho da restauradora Cláudia Rangel e sua equipe. “Ficou maravilhosa, Aparecida hoje se encontra toda emocionada, é muito bonito de ver, de poder participar deste momento tão importante”, exclama ela.

A diretora cultural ainda lembra que estamos rumo à comemoração do jubileu de 300 anos de encontro da imagem de Aparecida, e que a reinauguração da Matriz Basílica vem para nos dar mais um presente de comemoração desta data.

 

11 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Anna Laura Barreto, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.