Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias

Vice-Primeiro-Ministro da Hungria visita Santuário de Aparecida

O Vice-Primeiro-Ministro da Hungria, Zsolt Semjén, visitou o Santuário Nacional de Aparecida, na manhã desta quarta-feira (19). O representante do país que fica no Leste Europeu, uma nação de maioria católica (39,0%), visitou a Basílica acompanhado pelo seu filho, Álmos Semjén, pelo Secretário de Estado Adjunto do Ministério das Relaçoes Exteriores, Szilveszter Bus, pelo Embaixador, Norbert Konkoly e pela Cônsul Comercial, Zsuzsanna László.

Visita da comitiva húngara ao Santuário Nacional de Aparecida (foto Elisangela Cavalheiro)

Foto de: Matheus Andrade/Assessoria. 

Medalha da Hungria (foto Matheus Andrade)

Medalha de Santo Estevão ofertada
pelo Vice-Primeiro-Ministro ao Santuário. 

No Santuário, foi recebido na Reitoria pelo prefeito de Igreja, padre Eduardo Ribeiro. Na ocasião entregou uma medalha de Santo Estevão da Hungria representando o apreço do Vice-Primeiro-Ministro pelo templo.

“A grande maioria da nossa nação é católica. Há mil anos Santo Estevão cristianizou os húngaros, e hoje em nossa visita, presenteamos o Santuário com uma medalha deste santo tão importante”, disse o Vice-Primeiro-Ministro em entrevista ao A12.com.

Zsolt Semjén também falou sobre a sua devoção a Nossa Senhora e o desejo de visitar o Santuário de Aparecida. “Sou católico e respeito muito o culto à Virgem Maria, e no meu país ouvimos falar muito desse lugar santo, e por isso, não quis deixar de visitar durante a minha estadia no Brasil este lugar tão venerado, em respeito a Nossa Senhora”, afirmou.

A comitiva húngara visitou alguns dos principais locais de peregrinação dentro da Basílica com a guia turística do Santuário, Zenilda da Cunha. O representante do governo húngaro lembrou especialmente a visita à Capela dos Apóstolos; espaço reservado localizado atrás do Nicho da Imagem original de Nossa Senhora Aparecida.

“Para nós foi uma vivencia inesquecível aqui na vossa capela reservada, onde pudemos rezar a oração da Ave-Maria, todos juntos, em húngaro”, contou. 

A visita guiada foi encerrada em frente à Porta Santa da Misericórdia, quando a guia entregou, em nome do Santuário Nacional, a Medalha Comemorativa dos 300 anos ao representante do governo húngaro.

Santo Estevão da Hungria

Santo Estevão casou-se com a piedosa e inteligente Gisela, e com ela fundou muitos mosteiros e espalhou inúmeras igrejas pelas dioceses que foram surgindo. Caridoso e generoso fundou hospitais, asilos e creches para a população pobre, atendendo, especialmente, os abandonados e marginalizados. Humilde, fazia questão de tratar pessoalmente dos doentes, tendo adquirido o dom da cura. Corajoso e diplomático, soube consolidar as relações com os países vizinhos. Assim, transformou a nação próspera e o povo húngaro num dos mais fervorosos seguidores da Igreja Católica.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.