Por Rufino Levi de Ávila Em Artigos

A Maternidade Divina

maternidade

Neste mês em que se comemora o Dia das Mães, nós, cristãos, também devemos lembrar de Maria, a Mãe de Jesus e nossa. E se o Filho de Deus, que é a segunda pessoa da Santíssima Trindade, é também Deus, Maria é Mãe de Deus. Daí a maternidade divina, uma dignidade única que coube somente a ela.

Prenunciando o nascimento de Jesus Cristo, um anjo já havia anunciado a Maria: “Darás à luz um menino, a quem chamarás Jesus. Este será grande e se chamará Filho do Altíssimo” (Lc 1,31 e 32). Quando foi visitar sua prima Isabel, esta, inspirada pelo Espírito Santo, a recebeu, exclamando: “Donde me vem a honra de vir visitar-me a Mãe do meu Senhor?” (Lc 1,43).

Essa singular Mulher, a quem chamamos de Nossa Senhora, recebeu alguns privilégios, que se entrelaçam: a imaculada conceição, a maternidade divina, a virgindade perpétua e a assunção aos céus em corpo e alma, pois conta a tradição que foi levada pelos anjos…

No século V, o hereje Nestório, que negava ser Maria a Mãe de Deus, foi condenado pelo concílio de Éfeso. Por outro lado, São Cirilo, que foi sempre o defensor da maternidade divina, ajoelhado-se, exclamou: “Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte”, o que foi acrescido à oração da Ave Maria, pronunciada pelo anjo Gabriel (o anúncio de Deus).

Com o passar dos anos, cresce a devoção à Virgem de Nazaré, louvada com muitos cânticos, especialmente neste mês de maio, em que se comemora o Dia das Mães e muitos casamentos são realizados. São inúmeros os títulos atribuídos a Nossa Senhora: por exemplo, no México, ela recebeu o título de Guadalupe, quando da aparição ao índio Juan Diego; em Portugal, o de Fátima, tendo sido vista pelos três pastorinhos (Francisco, Jacinta e Lúcia); na França, o de Lourdes, assim como em outros tantos países. No Brasil temos N. Sra. Aparecida, porque uma imagem de N. Sra. da Conceição foi achada e salva das águas do rio Paraíba por três pescadores humildes.

Que a Mãe de Deus e nossa nos acolha em seu regaço virginal.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rufino Levi de Ávila, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.