Por Pe. Antonio Clayton Sant’Anna, C.Ss.R. Em Artigos Atualizada em 25 MAR 2019 - 17H17

Devoções marianas: o rosário e seu histórico

Já foi sublinhado nesta catequese mariana o caráter bíblico e cristocêntrico do culto a Nossa Senhora. A devoção a ela veio da fé em Jesus Cristo e nos leva de volta para Ele. Na sua essência e nas suas inúmeras práticas populares o culto a Maria não é independente, mas subsidiário ao mistério de Jesus na revelação bíblica.


“Rezar o terço todos os dias”

Nos primeiros séculos já encontramos vestígios do culto cristão à Virgem Maria. Ao longo do tempo os fiéis foram criando e propagando vários tipos de veneração mariana. Um dos mais antigos é a primeira parte da Ave-Maria, conhecida provavelmente desde o século VII. Era natural repetir a saudação bíblica do anjo Rafael: Ave-Maria, cheia de graça! Houve também o costume de se repetir orações invocatórias não só a Nossa Senhora. Um coral de vozes ou um grupo rezava 150 vezes o Pai-Nosso ou outra oração lembrando os 150 salmos da Bíblia atribuídos ao rei Davi.

Quando era para louvar a mãe de Jesus, essa prática foi chamada: Saltério de Maria. E então os Pai-Nossos foram substituídos por 150 Ave-Marias. No fim os fiéis coroavam a imagem de Nossa Senhora com uma coroa de rosas como símbolo da veneração feita. Esta ficou conhecida com o nome de: Rosário. Portanto, o Rosário se formou aos poucos a partir de outras devoções da Idade Média. Abrange um período entre 1.200 e 1.600. Sua história é complexa e muitos são os escritos sobre sua origem, mudanças, difusão até chegar ao formato atual.

Foi o Papa São Pio V (1569) quem estabeleceu o seu conteúdo. Em substância é o que nós usamos hoje. No seu tempo a Europa estava dividida por guerras entre católicos e protestantes. Era iminente uma invasão de exércitos turcos. Pio V convocou os cristãos a rezarem o rosário. Os cristãos uniram-se e derrotaram os turcos numa batalha naval que ficou famosa na história: a batalha de Lepanto, em 7 de outubro de 1571. Por causa disso foi instituída a festa de Nossa Senhora do Rosário nesse dia.

A duas aparições mais famosas de Nossa Senhora: Lourdes e Fátima propagaram a devoção do Rosário. “Rezar o terço todos os dias” é a insistente mensagem de Fátima ao mundo. Após o achado da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba, os três pescadores e seus vizinhos se reuniam para rezar o terço.

Invocando Maria na recitação do terço louva-se sem cessar o próprio Senhor da vida: Jesus Cristo.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Antonio Clayton Sant’Anna, C.Ss.R., em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.