Por Pe. Valdivino Guimarães, CSsR Em Artigos

Maio, mês da Mãe de todas as mães

 modelo_de_mae

“Ensinai-nos a amar vossa Mãe, Maria, como a amastes vós!” Esta é uma oração de petição feita por São João Paulo II quando papa em sua Exortação Apostólica Pós Sinodal de 1976. Esta oração devemos repetir todos os dias, deve ser uma cantiga constante entoada pelo nosso coração de católico. Nunca é demais falar de Maria, como também não é demais ama-la. Desde que não façamos dela uma deusa, que não a coloquemos em um local em que nem ela mesma deseja estar, mas jamais esqueçamos que, depois das três pessoas da Santíssima Trindade, jamais existiu alguém mais importante que Maria de Nazaré.

 

Por que amar Maria? Não se fala demais sobre Maria na Igreja Católica? Não estão colocando ela acima de Jesus?

É constante a crítica por parte de quem não entendeu o sentido da missão da Virgem Maria, sobre o amor que devotamos à Virgem. As perguntas mais comuns feitas: Por que amar Maria? Não se fala demais sobre Maria na Igreja Católica? Não estão colocando ela acima de Jesus? Estas e tantas outras perguntas são feitas por irmãos de outras religiões que não querem entender ou que não estudaram teologia, e se estudou, faltaram às aulas de marilogia (estudo sobre a Virgem Maria) ou não tiveram essa disciplina. Quem sabe de mariologia, entende que essa jamais pode ser uma reflexão isolada, deve estar ligada aos estudos de cristologia, eclesiologia, antropologia e tantos outros estudos. Isso, para entendermos a importância e a missão da Virgem Maria nos planos de Deus.

Na Igreja Católica Maria tem lugar especial, tanto que reservamos todo um mês no calendário para celebrar a Virgem Maria. Sem falar em festas e solenidades ao longo do ano. Isso, porque temos a preocupação em adquirir cada vez mais conhecimento sobre Maria, alimentar um amor verdadeiro à Mãe de Deus e buscar comunicar esse amor.

 

A Bíblia fala pouco sobre Maria, mas esse pouco é o bastante para mostrar a importância daquela que se entregou toda a Deus sem pedir que amenizasse as dificuldades de seu consentimento.

A Igreja Católica fala demais sobre Maria? Penso que não, falamos tão somente o necessário para mostrar que ela merece lugar de destaque, isso, por ser a mãe do Salvador. Não devemos dar a ela o lugar acima de Deus e de Jesus Cristo, nem ela quer isso, mas não podemos expulsar Maria para o periférico de nossa fé e de nossas liturgias. A Bíblia fala pouco sobre Maria, mas esse pouco é o bastante para mostrar a importância daquela que se entregou toda a Deus sem pedir que amenizasse as dificuldades de seu consentimento.

Jamais tenhamos medo de falar sobre Maria e com ela dialogar, nossa fé de cristãos nos diz que Maria está sempre ao lado de Jesus Cristo, em sua peregrinação, quando esteve neste mundo mostrou isso, e se faz verdade que, quem está perto de Maria nunca está distante de Jesus.

Mês de maio é um mês revestido de beleza: beleza da reza do terço, da cantilena de ladainhas  e sobretudo da beleza do celebrar a mãe de todas as mães, a Virgem Maria!

 

 Pe. Valdivino Guimarães, CSsR

Diretor da Academia Marial de Aparecida

 

A Bíblia fala pouco sobre Maria, mas esse pouco é o bastante para mostrar a importância daquela que se entregou toda a Deus sem pedir que amenizasse as dificuldades de seu consentimento.
4 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Valdivino Guimarães, CSsR, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.