Por Dom Orani João Tempesta, O.Cist. Em Artigos Atualizada em 03 ABR 2019 - 11H29

Nossa Senhora da Luz

nossa senhora da luz

Logo no início do mês de fevereiro, celebramos a Festa da Apresentação do Senhor. Esta festa nos mostra que, conforme a Lei, a consagração dos primogênitos era feita no ato da circuncisão, no oitavo dia do nascimento. A purificação da mãe era feita trinta e três dias depois da circuncisão, ou seja, quarenta dias após o parto. Nessa ocasião apresentava-se o filho no templo.

No Templo de Jerusalém, por ocasião da purificação de Maria, o justo Simeão profetiza sobre o menino Jesus, que será sinal de contradição. Uma das características marcantes de Jesus em seu ministério foi o conflito com as tradições da Lei e com os chefes religiosos. O empenho em libertar os pequenos e humildes oprimidos sob o jugo da Lei levou Jesus à morte de cruz, momento culminante em que uma espada traspassa a alma de sua mãe, confirmando a profecia de Simeão.

A origem da devoção de Nossa Senhora das Candeias ou da Candelária tem os seus inícios na festa da Apresentação de Jesus no Templo e da purificação de Nossa Senhora, que acontece quarenta dias após o nascimento. Segundo a tradição mosaica, as parturientes, após darem à luz, ficavam impuras, devendo ausentar-se do Templo até 40 dias após o parto. Nessa data, iam diante do sumo sacerdote a fim de apresentar-lhe o seu sacrifício (um cordeiro, duas pombas ou duas rolas) e, assim, purificar-se.apresentacao_2_1

José e Maria apresentaram-se diante de Simeão para cumprir o seu dever. Levando em consideração a Apresentação de Jesus no Templo, nasceu a Festa de Nossa Senhora da Purificação. Como Simeão, em seu cântico, diz que Jesus é luz para as nações, nasce o culto de Nossa Senhora das Candeias ou da Luz, cujas festas são comemoradas com procissão em que os participantes carregam velas.

São muitas tradições que herdamos dos portugueses com relação à Festa de Nossa Senhora da luz, das Candeias ou da Candelária. Vários contos marcam essa festa, que se tornou muito popular. Porém, podemos ver aqui também um anúncio importante d’Aquele que é a luz que veio ao mundo para iluminar todo homem.

Portanto, iniciamos o mês de fevereiro com a Festa da Apresentação do Senhor, chamado também de Purificação de Nossa Senhora, e pelo texto do Evangelho (“Luz para iluminar as nações”) anunciando o esperado das nações, se atribui a Maria o título de Nossa Senhora da Luz, pois aceitou gerar em seu seio imaculado o Salvador, luz do mundo.

Esta devoção a Nossa Senhora da Luz ou das Candeias possui um caráter bem popular, pois é neste dia que muitos levam a vela para serem abençoadas, e assim viver o resto do ano conforme a Luz de Cristo e pela Intercessão da Virgem Maria. Que sejamos portadores de Cristo, luz do mundo no mundo de hoje. Dessa forma, sem dúvida, essa festa também nos recorda a Páscoa do Senhor, quando renovamos as promessas batismais com as velas nas mãos, simbolizando que todo aquele que foi batizado deve ser uma pessoa “iluminada” e, por isso, transmitir a luz de Cristo ao mundo.

 

          Orani João, Cardeal Tempesta, O.Cist.

Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Dom Orani João Tempesta, O.Cist. , em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.