Por Carmen Novoa Silva Em Artigos

Santuário de Aparecida de Manaus

comemoracoes_padroeira_brasil_manaus

A igreja de Nossa Senhora Aparecida em Manaus foi proclamada Santuário no dia 12 de outubro de 2010, dia da própria Senhora Aparecida e padroeira do Brasil. Essa noticia para a comunidade cristã-católica principalmente, reveste-se de suma importância.

Santuário significa toda igreja que seja motivo de peregrinação, no caso a igreja de Nossa Senhora Aparecida de Manaus possui esta tradição há mais de cinqüenta anos, com a presença maciça de fiéis de várias localidades a participar da novena milagrosa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Esta sempre apinhada de devotos durante os onze horários em que ela é executada.

A informação festiva foi levada ao público durante uma de suas novenas pelo padre oficiante. Tudo culminou com a presença do arcebispo Dom Luíz Soares Vieira que sagrou definitivamente uma das igrejas mais visitadas e reverenciadas de nossa terra.

Conheci o bairro da Aparecida com olhos de menina, freqüentando ainda a primitiva igrejinha, hoje centro social. Ali iniciaram as primeiras novenas. Foram propagando-se rapidamente, tomando corpo gigânteo, até os padres (missionários redentoristas, em sua maioria norte-americanos) em 1957, colocarem a pedra basilar no que seria o templo definitivo, em honra de Nossa Senhora Aparecida. Muitos não compreendem o porquê da novena ser em honra da Virgem do Socorro e a igreja dedicada à Aparecida. Incorrem em dois erros; um religioso e outro histórico. O teológico explica que Maria é uma só, no entanto são centenas suas invocações. Exemplificando: N. Senhora de Lurdes, de Fátima, de Guadalupe, de Aparecida, leva o nome das cidades em que fez sua aparição. Já dos Remédios, da Conceição, da Assunção, da Glória, da Guia, dos Navegantes…, honram dogmas de fé ou apelos do povo à Maria. O erro histórico a que muitos incidem e referido acima é que os missionários redentoristas da Congregação do Santíssimo Redentor por dirigirem e administrarem o Santuário Nacional em Aparecida do Norte (S.Paulo) quando consagraram a primeira capela em Manaus deram-lhe o nome da padroeira do Brasil. Aqui aportaram nos anos quarenta (1943), vindos dos Estados Unidos, sob o chamado do bispo de Manaus, D. João da Mata. Já a novena é em homenagem a Perpétuo Socorro por tratar-se do quadro miraculoso da virgem e confiado aos padres redentoristas pelo papa Pio IX em 1866 com a incumbência de fazê-lo conhecido mundialmente. Por isso as novenas. Hoje o ícone original de Maria, encontra-se em Roma, na Igreja de Santo Afonso de Ligório, fundador da ordem, teólogo e poeta de Maria (vide seu livro “As glórias de Maria”). Famosas ficaram as quermesses de Manaus em Aparecida a arrecadar fundos para as obras do novo templo hoje cinqüentenário. Multidões presentes geração após geração, às novenas ali realizadas, fazem com que ocorra o caráter binômico Maria e Eucaristia. Por um lado as orações à Santa, por outro a celebração do Sacramento eucarístico indicando o ventre de Maria como o primeiro sacrário da história, destinado ao filho de Deus ainda invisível aos olhos humanos por isso denominada Mãe da Igreja. Nada mais justo portanto que a Igreja de N. Senhora Aparecida seja proclamada solenemente como Santuário Regional de Aparecida de Manaus. Tão forte a influência da santa no íntimo do povo manauense que deu nome ao bairro de Aparecida. Um dos bairros mais ordeiros, simples, alegre e operoso de Manaus.
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Carmen Novoa Silva, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.