Por Everton Vieira da Silva Em Palavra do Associado Atualizada em 03 OUT 2017 - 08H18

Aparecida: capital mariana do Brasil

12 de outubro no Santuário Nacional – Festa da Padroeira 2016 – Foto: Thiago Leon

 

I – O Brasil se encontra em Aparecida.

 

APARECIDA é o destino de milhões de brasileiros. Cerca de 12 milhões de pessoas, segundo dados oficiais, acorrem ao Santuário Basílica, o maior Santuário dedicado à Virgem Maria no mundo, no qual está custodiada a milagrosa imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil.

APARECIDA é o destino de milhões de brasileiros. Cerca de 12 milhões de pessoas, segundo dados oficiais, acorrem ao Santuário Basílica, o maior Santuário dedicado à Virgem Maria no mundo, no qual está custodiada a milagrosa imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil.

Pequena cidade do interior paulista, situada no centro do Vale do Paraíba, à margem direita do Rio Paraíba do Sul, Aparecida do Norte, assim conhecida, tem a sua origem na fé vivida e alicerçada no entorno da Imagem da Senhora da Conceição, encontrada no Porto Itaguaçu por três pescadores, em 1717. Os milagres atribuídos ao patrocínio de Nossa Senhora e o aumento da propagação à sua devoção, levaram à construção de uma pequena capela, no ano de 1745, lugar em que os devotos se reuniam para a reza do terço. Como a fama se espalhara por toda a redondeza de São Paulo, chegando até às Minas, os moradores queriam um espaço amplo, no qual pudessem acolher melhor os numerosos fiéis. Assim, solicitaram ao vigário, Pe. José Alves Vilella, a autorização para a construção de uma nova Igreja, situada no alto do “Morro dos Coqueiros”. A fé, seguida de numerosas demonstrações de carinho e afeto filial à Nossa Senhora Aparecida, se estendeu para além da região de seu Santuário.

A fama da Senhora Aparecida continuava a crescer e isso implicou na edificação de um templo maior. Inaugurada em 1888, a atual Matriz Basílica, conhecida carinhosamente como “Basílica Velha”, serviu temporariamente para abrigar o trono da Mãe Aparecida. Durante anos, a Imagem permaneceu no altar mor, de onde abençoa o Brasil, do qual é Rainha e Padroeira.

No segundo centenário das comemorações do encontro da Imagem de Aparecida, ocorrido no ano de 1917, surgiu o pensamento de construir um templo novo. Mas tamanho sonho só viria a se concretizar em 1946. No ano seguinte, o Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, solicitou ao arquiteto Benedito Calixto de Jesus o projeto para a nova e definitiva Basílica, Casa de Nossa Senhora.

Ainda durante a construção, a Imagem original de Nossa Senhora Aparecida foi transladada, num carro do Corpo de Bombeiros, e levada em cortejo solene pela capital da fé até a esplanada do Novo Santuário. Desde então, a Imagem milagrosa está custodiada em seu novo e magnífico templo.

Católicos do Brasil inteiro se encontram aos pés do trono bendito da Senhora de cor negra. É nesse lugar que se forma a grande família dos devotos, peregrinos e romeiros daquela que é a protetora e dispensadora de infinitas graças sobre o imenso solo brasileiro.

A capital mariana do Brasil, como é conhecida a pequena cidade de Aparecida, acolhe romeiros, peregrinos, ou simplesmente turistas de distintos lugares do país e estrangeiros, que acorrem ao trono da Senhora Mãe Aparecida para suplicar graças e favores por sua intercessão. É lugar santo. Morada de Deus. Casa da Mãe. Morada de irmãos. Casa de encontro dos filhos de Maria. Lugar místico.

Foto de: Thiago Leon

nicho 12 out 2016 - foto: Thiago Leon

 

Maria, a Mãe do Salvador, tem privilegiado e distinto lugar no maior Santuário mariano do mundo a ela dedicada. É o nicho, o trono da soberana rainha do Brasil. É desse lugar bendito, que para os fiéis católicos, as infinitas bênçãos e graças são espalhadas e derramadas copiosamente sobre aqueles que buscam proteção e se refugiam no patrocínio e auxílio da poderosa Mãe Aparecida.

Numerosas são as romarias rumo à cidade mariana. É uma grande massa de devotos cruzando o recinto do Santuário. Durante o decorrer do ano, particularmente no mês de outubro, mês da Padroeira, pessoas de todos os recantos do Brasil passam pelo Santuário Basílica, momento de grande devoção e manifestação de amor à Santa Imagem de Aparecida.

A Casa da Mãe dos brasileiros é guardada pelos incansáveis e zelosos Missionários Redentoristas, da Congregação do Santíssimo Redentor, que são os guardiões da Imagem da Virgem Aparecida. A atuação deles nas atividades pastorais e administrativas do Santuário, desde o ano 1894, é marcada pela devoção mariana, que pelo amor que tem à Virgem Maria, ajudaram na propagação da fé em nosso país.

II – Um povo em peregrinação.

romeiros_basilica_de_aparecida_1

Mas o que motiva tantas romarias e peregrinações a visitarem uma simples e tão pequenina imagem de barro “terracota” encontrada em um rio?

A fé e a devoção dos brasileiros e brasileiras à sua Padroeira são os fatores que ainda fazem dessa Terra de Santa Cruz um país católico. Mas o que motiva tantas romarias e peregrinações a visitarem uma simples e tão pequenina imagem de barro “terracota” encontrada em um rio? O que faz com que milhões de pessoas, vindas de lugares tão distantes, passem por um instante diante da Imagem que muitas vezes não é possível avistá-la, dependendo da localização no Santuário?

Sabemos que cada pessoa tem os seus motivos reservados e próprios. Quando nos colocamos em peregrinação, ou seja, a caminho, temos um destino a percorrer e uma meta. Peregrinar é um tempo de intimidade com Deus, de conhecimento interior e de contemplação. Nossa vida é uma eterna peregrinação.

“Ao trono acorrendo, da Virgem Maria, exulta o Brasil de amor e alegria”, assim canta um antiguíssimo hino em homenagem a Soberana Rainha. São muitas pessoas, povo devoto a caminho, que pela árdua caminhada terrena são marcadas pelo sofrimento da vida, sob o peso dos pecados, que buscam sentido para a sua existência e pelo desespero, buscam refúgio em Nossa Senhora e se abrigam sob a sua proteção e seu auxílio.

Lá, em Aparecida, lugar de mística e contemplação, encontramos uma palavra de ânimo e coragem. Escutamos atentamente a Palavra de Deus, proclamada e anunciada nas liturgias e nos sacramentos. Renovamos aos pés da Imagem querida da Senhora Aparecida, nossa consagração como filhos e servos. Cumprimos nossos votos e promessas feitos em súplicas àquela que intercede por nós junto de Deus, pois o seu coração é um altar e asilo, e é bendito aquele que à sua proteção recorre. O seu amor por nós não desfalece, pelo contrário, ela não abandona seu povo, mas cuida e intercede a Deus por cada um que a ela se confia.

A Virgem Maria, que pelo anúncio do Arcanjo Gabriel, recebeu a feliz notícia de que o seu ventre virginal tornar-se-ia a “Morada do Altíssimo”, pois Deus enviou o seu Filho Amado em resgate de cada um de nós. Ela é Mãe de Deus. Ela é a Mãe do Redentor. Ela é a nossa Mãe. Ao fato de sermos recolhidos na maternidade de Maria e ajudados por ela, como filhos agradecidos, queremos demonstrar, muitas vezes somente com um olhar, nosso afeto filial, os nossos louvores, e com o nosso coração, honrarmos nossa querida Mãe Aparecida.

É isso que leva tantas e tantas pessoas ao Santuário em Aparecida. O agradecimento. A devoção. A Confiança. Seu manto azul anil, que encerra nosso Brasil, nos lembra a cor do Céu. É o nosso destino final. Estarmos com Deus por toda a eternidade.

:: Ano Mariano para a Igreja no Brasil - 300 anos de bênçãos!

Que neste Ano Nacional Mariano, inaugurado em 12 de outubro, e que culminará com o jubileu dos 300 anos de Aparecida, possamos cantar as glórias de Maria e proclamar a misericórdia de Deus por cada um de nós. Ao venerarmos nossa Padroeira, recordemos sempre do amor paternal de Deus por nós e pelas nossas famílias. Que este ano bendito seja para vivermos na presença de Deus e bendizê-lo por tantos prodígios e graças. Maria Santíssima, Senhora do Brasil, nós confiamos em vós.

              

Seminarista Everton Vieira da Silva
everton@rmater.org.br
Seminário Missionário Arquidiocesano Redemptoris Mater
Brasília – DF

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Everton Vieira da Silva, em Palavra do Associado

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.