Natividade de Maria
Palavra do Associado

Nossa Senhora da Natividade – “E o nome da Virgem era Maria”

Escrito por Academia Marial

09 ABR 2021 - 10H16 (Atualizada em 09 ABR 2021 - 11H12)


Leonardo C. Almeirda
Leonardo C. Almeirda

Título: Nossa Senhora da Natividade
Padroeira: Tocantins
Festa: 08 de setembro

O Tocantins é o estado caçula do Brasil. Através da promulgação da Constituição brasileira em 1988, as terras que foram denominada Tocantins antes pertenciam ao Estado de Goiás. Em 1625, liderada pelo Frei Cristóvão de Lisboa, inicia-se uma Missão Religiosa no Norte de Goiás e, a partir dessa missão, se nota os primeiros vestígios de uma catequese mariana. O Frei Cristóvão de Lisboa sendo português, conhecia bem a devoção à Nossa Senhora da Natividade que em Portugal indicava o nascimento da Mãe de Deus. Assim, a devoção à Natividade de Maria começava a se expandir durante a missão em Goiás e ganharia ao longo dos anos o coração dos Tocantinenses, filhos do novo Estado do Brasil.

“A imagem de Nossa Senhora da Natividade foi trazida, pelos jesuítas, para o norte da província de Goiás, em 1735. Foi a primeira a entrar nessa região, em embarcações pelo rio Tocantins, depois nos ombros dos escravos até o pé da serra onde se erguia o povoado denominado de Vila de Nossa Senhora da Natividade, Mãe de Deus, mais tarde São Luiz e depois Natividade. Essa imagem é a mesma, venerada, ainda hoje, na Igreja Matriz”. ¹

O título de Nossa Senhora da Natividade originou-se de uma celebração realizada pela primeira vez como festa da Basílica “Sanctae Mariae ubi nata est” (Santa Maria onde ela está), conhecida hoje como a Basílica dedicada a Santa Ana na Palestina. Uma tradição oriental afirma que a Basílica foi construída no local onde teria sido o lugar da casa de Joaquim e Ana, os pais da Virgem Maria.

Profetizada no Antigo Testamento e despontando no Novo Testamento, Maria de Nazaré não tem os dados de seu nascimento e infância relatados nas Sagradas Escrituras.

O relato de seu nascimento miraculoso de Ana e Joaquim será encontrado apenas nos apócrifos (apókriphos) e escritos que remontam às origens do Cristianismo como:“O nascimento de Maria: Proto-evangelho de Tiago; O nascimento de Maria: Papiro Bodmer; Evangelho do Pseudo-Mateus; História de José, o carpinteiro; Evangelho armênio da infância; Evangelho dos Hebreus; Livro da infância do Salvador; Pistis Sophia; Aparição à Maria: Fragmentos de textos coptas; Lamentação de Maria: Evangelho de Gamaliel; Maria fala aos apóstolos: Evangelho de Bartolomeu; Trânsito de Maria do Pseudo-Militão de Sardes; Livro do descanso; O evangelho secreto da Virgem Maria. ²

De todos os escritos o protoevangelho de Tiago, que também foi chamado de “Natividade de Maria”, traz o relato considerado mais completo de todo o desenrolar da natividade de Maria e gozou de grande estima entre os cristãos do primeiro século, sendo notável o apreço dos pais da igreja por este escrito como Orígenes, Clemente de Alexandria, Justino entre outros. O protoevangelho de Tiago “começa com o nascimento de Maria Santíssima, sua consagração no Templo, o casamento com José, a concepção de Jesus, a visita dos Reis Magos e a perseguição e matança das crianças inocentes. Fala dos nomes dos pais de Maria: Joaquim (I,1) e Ana (II,1), que era estéril); fala da consagração de Maria no Templo aos 3 anos de idade (VII,2) e lá fica até completar os 12 anos (VIII,2); fala de José escolhido para ser o esposo de Maria (IX,1), embora já velho, com filhos e viúvo (IX,2); fala da anunciação do Arcanjo Gabriel;(XI); fala da visita de Maria a sua parente Isabel (XII); fala do parto de Maria numa caverna e uma parteira é chamada para os serviços de parto (XVIII,1); fala que Maria permanece virgem mesmo após o parto de Jesus (XIX e XX); fala da visita dos Magos, fala da matança de Herodes às crianças”. ³

Foi o Papa Sérgio I (687-701) que introduziu no século VII a festa da Natividade em Roma. Também as igrejas bizantinas celebravam no mesmo século o nascimento da Bem-Aventurada Virgem Maria. No calendário tridentino, a Festa foi inclusa em 8 de setembro permanecendo nesta mesma data até dos dias de hoje.

“Com a criação do Tocantins, em 1988, os fiéis iniciaram uma campanha para tornar Nossa Senhora da Natividade padroeira do Estado. Em março de 1992, a solicitação foi encaminhada ao papa João Paulo II e a resposta positiva veio no mesmo ano. No dia 15 de agosto de 1992, durante a Romaria do Bonfim, em Natividade, Nossa Senhora da Natividade foi oficialmente instituída como a padroeira do Tocantins. De influência portuguesa, a celebração a Nossa Senhora da Natividade é realizada nove meses após a festa da Imaculada Conceição de Maria, no dia 8 de dezembro. Esse espaço entre as datas refere-se ao período de gestação de Maria no ventre de Santa Ana”. 4

Vinícius Aparecido de Lima Oliveira
Associado da Academia Marial de Aparecida

Bibliografia:

1. CONTEÚDO aberto. In: Portal Tocantins – Festa de Nossa Senhora da Natividade - Disponível em: < https://portal.to.gov.br/reas-de-interesse/cultura/manifestacoes-culturais/festa-de-nossa-senhora-da-natividade/ >. Acesso em: 03 abr 2021.

2. CONTEÚDO aberto. In: Missionários Claretianos Brasil – A outra Maria segundo os evangelhos apócrifos – Frei Jacir - Disponível em: < https://claret.org.br/espiritualidade/cordemaria/40/a-outra-maria-segundo-os-evangelhos-apocrifos-frei-jacir >. Acesso em: 03 abr 2021.

3. CONTEÚDO aberto. In: Confederação Nacional das Congregações marianas do Brasil – Proto Evangelho de Tiago - Disponível em: < https://cncmb.org.br/proto-evangelho-de-tiago.html >. Acesso em: 03 abr 2021.

4. CONTEÚDO aberto. In: G1 Tocantins – Conheça a história de Nossa Senhora da Natividade, padroeira do Tocantins - Disponível em: < https://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2018/09/08/conheca-a-historia-da-nossa-senhora-da-natividade-padroeira-do-tocantins.ghtml >. Acesso em: 03 abr 2021

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Palavra do Associado

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.