Crescendo na Fé

São José de Cupertino e a prova de que Deus nos capacita

Conhecido como padroeiro dos estudantes com dificuldades, sua vida mostra que o Espírito de fato sopra onde quer

José Duarte de Barros Filho - sodalícios (Arquivo Pessoal)

Escrito por José Duarte de Barros Filho

21 SET 2021 - 13H25 (Atualizada em 21 SET 2021 - 13H50)

Reprodução São José de Cupertino - Basílica de Loreto (Reprodução)

Deus sempre dá aos Seus escolhidos as condições de cumprirem o que lhes pede, muitas vezes através de contrastes, para que fique claro que são as graças divinas - e não os méritos humanos - a fonte da santidade e das boas obras.

José Maria Desa nasceu em 17 de junho de 1603, na cidade de Cupertino, Itália. Sua família vivia em situação de miséria e, por isso, ele nasceu, como Jesus, numa estrebaria. Criança ainda, teve que trabalhar para ajudar com as despesas da casa. Até iniciou a escola, mas teve úlcera gangrenosa e deixou de estudar por cinco anos.

Sua mãe procurou lhe dar formação básica através da narração da vida dos santos; daí surgiu nele o desejo e o pedido de entrar na Ordem dos Frades Franciscanos Conventuais, aos 16 anos. Mas, sem estudos suficientes, teve que voltar a trabalhar. Mais tarde, tentou novamente a vida consagrada, sendo recusado pela mesma falta de estudos e, já nesta época, também pelos primeiros êxtases com que Deus agraciou a sua vida, pois nestes momentos deixava cair no chão o que tivesse nas mãos – algo inadequado para a vida comunitária.

A miséria da família devia-se a uma dívida inadvertidamente contraída pelo pai, já falecido, e o Supremo tribunal de Nápoles decidiu que José, tornando-se maior de idade, deveria trabalhar sem remuneração para pagar tal dívida: concretamente, escravidão. José recorreu aos frades da sua primeira tentativa de vida conventual, os quais então o ajudaram nos estudos, e após imensas dificuldades e força de vontade, fez o exame para o Diaconato.

Shutterstock
Shutterstock


José conhecia bem apenas uma passagem do Evangelho, e foi esta que, na Providência Divina, o Bispo examinador lhe pediu para comentar… Mais tarde, no exame para o Sacerdócio, o Bispo, tendo considerado os primeiros candidatos particularmente bem preparados, resolveu admitir todos os demais, incluindo José, sem argui-los, outra ação da Providência.

No convento, José humildemente aceitava os trabalhos mais simples e se dedicava aos pobres, com uma enorme devoção à Virgem Maria. Ao mesmo tempo, recebeu o dom da ciência infusa, que o permitia falar com reconhecida profundidade teológica.

Seus êxtases, e também levitações, levaram a Inquisição a questionar se não estava abusando da credulidade popular. Eis que, então, diante dos juízes, teve uma levitação e foi absolvido, mas determinou-se que ficasse isolado para não assustar ou confundir as pessoas. Foi para Ósimo, onde ficou até morrer, em 18 de setembro de 1663. Cultivou o ápice da sua vida religiosa na Sagrada Eucaristia, e ensinava que devíamos preparar o coração “para oferecer a Cristo a inteligência, a memória e a vontade”. Canonizado em 1753, é padroeiro dos estudantes em dificuldades.

Graças de Deus! Mas mérito verdadeiro dos santos, ao dizerem “sim” aos planos que Ele dispõe: aceitando humildemente a miséria, a doença, os limites pessoais, ao invés de se revoltar, José de Cupertino, especialmente através das quatro principais ações de uma vida católica coerente (como enfatiza a Igreja) – a oração constante, a devoção à Santíssima Virgem e à Eucaristia, e o serviço humilde aos pobres – foi santo nesta vida, é exemplo gigante para todos nós, e vive agora infinitamente no seio e na plenitude da Trindade.

shutterstock
shutterstock

.:: Conheça também a Oração dos Estudantes com dificuldades

São José de Cupertino,

amigo dos estudantes e protetor dos examinandos,

venho implorar a sua ajuda.

Você sabe, por experiência pessoal,

quanta ansiedade acompanha a tarefa do estudante

e quão fácil o perigo

do desvio intelectual e do desânimo.

Você que foi, prodigiosamente, assistido por Deus

nos estudos e nos exames,

para ser admitido às Ordens sagradas,

peça ao Senhor

luz para a minha mente e força para a minha vontade.

Você que experimentou, tão concretamente,

a ajuda materna de Nossa Senhora, Mãe da esperança,

peça a ela por mim,

para que eu possa superar, facilmente,

todas as dificuldades nos estudos e nos exames.

Amém.

Escrito por
José Duarte de Barros Filho - sodalícios (Arquivo Pessoal)
José Duarte de Barros Filho

José Duarte de Barros Filho é católico, biólogo, PhD em Zoologia pela UERJ, Pós-Graduado em Ensino Religioso (UCP), e integrante do Movimento de Vida Cristã, onde atua principalmente nas atividades do Centro de Estudos Culturais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.