Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 24 ABR 2019 - 12H27

Qual a diferença entre Terço e Rosário?

Thiago Leon
Thiago Leon

Primeiro, vamos entender o que é o Terço. Chamamos assim por se tratar de um conjunto de três mistérios: os da Alegria (Gozosos), os Dolorosos e os Gloriosos, que são aqueles que contemplam a vida de Jesus. Mas, em 2002, o Papa João Paulo II acrescentou mais um conjunto de mistérios ao Terço, os chamados mistérios Luminosos.

Os mistérios contemplam a vida de Jesus:

  • Mistérios da Alegria: Lembram a encarnação e a infância de Jesus
  • Mistérios Luminosos: Lembram a vida e a missão de Jesus
  • Mistérios Dolorosos: Lembram a paixão morte de Jesus
  • Mistérios Gloriosos: Lembram a ressurreição e a continuação da missão de Jesus pela ação do Espírito Santo na vida da Igreja.

Seguindo então esse raciocínio, como foi acrescentado mais um mistério, então o Terço deveria passar a ser chamado de 'Quarto'. Porém, o nome "Terço" já é consolidado na história, então seria muito complicado mudar.

No Terço, contemplamos cada um desses mistérios conforme o dia determinado pela Igreja:

  • Segunda-feira e Sábado - Mistérios da Alegria (Gozosos)
  • Terça e Sexta-feira - Mistérios Dolorosos
  • Quinta-feira - Mistérios Luminosos
  • Quarta-feira e Domingo - Mistérios Gloriosos

O que muda do Terço para o Rosário, é que o Rosário é a junção de todos esses mistérios. Quando rezamos o Rosário, contemplamos os quatro mistérios existentes, na sequência. Assim, quando rezamos um Rosário, rezamos quatro Terços.

:: Meditar o Rosário ou o Terço é buscar compreensão da Palavra de Deus

12 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.