Por Valquíria Vieira Em Brasil

20 de novembro comemora-se o Dia Internacional dos Direitos das Crianças

O dia 20 de novembro reúne uma dupla comemoração que relembra aos desafios que ainda existem para a garantir as condições de vida dignas para meninos e meninas em todo o mundo. Em 2016, o Dia Internacional dos Direitos das Crianças, celebra os 27 anos da promulgação da Convenção sobre os Direitos da Criança das Nações Unidas e 57 anos da Declaração Internacional dos Direitos da Criança.

:: Papa sai em defesa das crianças refugiadas e migrantes

Crianças lendo

Em entrevista ao Portal A12.com, Desirée Ruas, jornalista, especialista em educação ambiental e sustentabilidade e integrante da Rede Brasileira Infância e Consumo (REBRINC) falou sobre as atuais violações de direitos que as crianças sofrem.

“Há várias violações de direitos que atingem as crianças como a falta de acesso à educação, à saúde, ao convívio familiar, à alimentação adequada... Enfim, todas estas violações desrespeitam o direito da criança de ser compreendida, cuidada, amparada e protegida. Nesse contexto, onde faltam as condições para o crescimento saudável da infância, há um grande incentivo para a adultização, pois a criança é obrigada a enfrentar uma realidade dura, sofrida e sem afeto e respeito. Por trás de todas estas violações há o desrespeito ao direito da criança ser criança, de brincar e de imaginar,  e de viver em um mundo de paz e justiça”.

A12 - No Brasil quais tipos de políticas públicas são mais deficientes  para as crianças?

Desiréé -Ainda temos um longo caminho na construção de políticas públicas que  protejam a infância de forma completa. Faltam políticas públicas específicas para certas faixas etárias. A primeira infância, por exemplo. Até os seis anos de idade, as crianças precisam de uma atenção maior em todos os sentidos. As carências e experiências vividas nesse período marcam a vida delas para sempre.

 

"A sociedade precisa se mobilizar cada vez mais para a defesa dos direitos da infância."

Muitas mães não têm com quem deixar seus filhos para trabalhar e isso cria uma situação crítica para  as famílias. Faltam creches ou condições para que as mães possam ficar com seus filhos pequenos. E há muitas outras demandas quando falamos em infância e adolescência. Passamos recentemente por um processo de escolha de prefeitos e a pergunta que fica é: quantos deles assumiram o  compromisso da proteção integral da infância já na campanha?

A sociedade precisa se mobilizar cada vez mais para a defesa dos direitos da infância.

Também faltam políticas públicas que protejam as crianças dos malefícios do incentivo ao consumo de alimentos industrializados, que promovam a alimentação saudável nas escolas e que estabeleçam formas de proteger as crianças e os adolescentes dos conteúdos da mídia. Quando falamos da  pressão da mídia e da publicidade sobre as crianças estamos pensando na formação de valores e nos comportamentos que ela impulsiona. As famílias, sozinhas, não conseguem educar seus filhos para que eles cresçam saudáveis fisicamente e psiquicamente, com tantos estímulos negativos e que contribuem para a adultização, obesidade infantil, aumento da violência e formação de valores materialistas. Precisamos de uma ação conjunta para a proteção integral da infância, como estabelece a nossa Constituição.

A12 - Nesse dia Universal da Criança o que temos para comemorar?

 

 "...a violação de direitos sofrida  pelas crianças refugiadas talvez seja a causa mais atual e que merece um esforço coletivo das nações".

Desirée - Nós podemos comemorar sempre que uma iniciativa em favor da infância tem sucesso, quando há engajamento das pessoas para a causa da proteção da infância. E sempre que a voz da infância é ouvida também. Precisamos dialogar com as crianças e compreendê-las, seja nas escolas, nas comunidades... Mas ainda temos muito o que avançar para podermos comemorar esta data de fato.

Pensando nas crianças em todo o mundo, nas mais diferentes condições e culturas, a violação de direitos sofrida  pelas crianças refugiadas talvez seja a causa mais atual e que merece um esforço coletivo das nações.

:: Papa Francisco envia mensagem ao Santuário Nacional sobre a Semana da Criança

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Valquíria Vieira, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.