Por Joana Darc Venancio Em Brasil

Folclore: a expressão do Brasil Brasileiro

Shutterstock
Shutterstock


O folclore brasileiro nos enche de orgulho. São muitas as manifestações culturais oriundas da vida cotidiana, que deixaram marcas eternas em nossa constituição como povo brasileiro. De Norte a Sul, de Leste a Oeste, de Oiapoque ao Chuí. Quanta sabedoria! “Ó Pátria amada, Idolatrada, Salve! Salve!”.

Folclore é o conjunto das manifestações e sabedorias que expressam as tradições populares: brincadeiras, canções, cantigas, cirandas, ditados populares, danças, religiosidade, travas-língua, comidas típicas, festas, mitos, lendas, contos, crendices, personagens diversos, superstições e tantas outras, que nascem livre no coração, assim como cantamos em uma tradicional paródia de Asa Branca:

music_note Você sabe o que é Folclore?
Vou lhe dar a explicação.
É tudo aquilo que vem do povo.
E nasce livre do coração.
music_note

Muitas ciências se debruçam na pesquisa sobre o folclore, pois não há dúvidas de que seja um dos mais transparentes canais de identificação da identidade de um povo. A Antropologia é uma das principais ciências que estuda o folclore.

Leia MaisFolclore: cultura do bem comumO Catecismo da Igreja é claro ao reconhecer a cultura como parte essencial do Bem Comum:

O bem comum exige o bem-estar social e o desenvolvimento do próprio grupo; o desenvolvimento é o resumo de todos os deveres sociais. E, claro, cabe à autoridade servir de árbitro, em nome do bem comum, entre os diversos interesses particulares. Mas ela deve tornar acessível a cada um aquilo de que precisa para levar uma vida verdadeiramente humana: alimento, vestuário, saúde, trabalho, educação e cultura, informação conveniente, direito de fundar um lar etc. (§1908)

Alguns fatores da vida social atual abalaram bastante a vivência folclórica. Entre eles a violência, o avanço das ferramentas da tecnologia... A promoção da cultura do individualismo nos rendeu o “isolamento social”, muitos anos antes da imposição da pandemia decretada em 2020. Há um clamor saudosista de um modo de vida que não mais vivenciamos, mas queremos de volta. No entanto, nos aprisionamos por causa do medo, do individualismo e da suposta satisfação com a virtualidade. Porém, ensina o Catecismo da Igreja que: "Esta lei de solidariedade humana e de caridade", sem excluir a rica variedade das pessoas, das culturas e dos povos, nos garante que todos os homens são verdadeiramente irmãos". (§361)

Shutterstock
Shutterstock


Folclore é partilha, é vida comunitária, é construção coletiva.
A cultura do individualismo tem imposto como proposta de um “cada um por si”, cunhando sorrateiramente a ideologia de um indivíduo fora da sociedade. Jesus respeitava a tradição de seu povo e com ele celebrava, convivia. Jesus usou as Parábolas, consagrou Pão e Vinho, participou das festas, cumpria costumes.

Não vamos deixar nosso folclore ser apenas saudade. Vamos exercitar suas belas manifestações: pesquise, valorize, organize eventos em sua comunidade que resgatem o que sua região possui como rica herança folclórica. São muitas as manifestações folclóricas que estão presentes em todas as regiões brasileiras, mas também são inúmeras as diferenças regionais que intensificam ainda mais a beleza de nossa cultura. E nada disso tem de ser inimigo da tecnologia: todos os eventos, agora ou futuros, podem ser transmitidos, partilhados, valorizando ainda mais essa riqueza. Cada região tem seu folclore, o que faz do Brasil uma nação literalmente espetacular, o Brasil Brasileiro.

Escrito por
Joana Darc Venancio (Redação A12)
Joana Darc Venancio

Pedagoga, Mestre em educação e Doutora em Filosofia. Especialista em Educação a Distância e Administração Escolar, Teóloga pelo Centro Universitário Claretiano. Professora da Universidade Estácio de Sá. Coordenadora da Pastoral da Educação e da Catequese na Diocese de Itaguaí (RJ)

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.