Por Joana Darc Venancio Em Brasil Atualizada em 21 AGO 2019 - 11H06

Folclore: cultura do bem comum


Shutterstock
Shutterstock


Ao longo dos tempos ouvimos dizer que o
folclore é “alma do povo”. Folclore é o conjunto das manifestações e sabedorias que expressam as tradições populares. Quais manifestações? Canções, festas, religiosidade, lendas, provérbios, ditados populares, brincadeiras, travas língua, danças, contos, mitos, costumes, comidas típicas e tantas outras manifestações que habitaram e habitam nossa existência.

Existe uma paródia da canção Asa Branca, de Luiz Gonzaga, cantada por décadas, que diz assim:

Shutterstock
Shutterstock


Você sabe o que é Folclore?
Vou lhe dar a explicação.
É tudo aquilo que vem do povo
E nasce livre do coração.

O folclore brasileiro, é, sem dúvida, um dos mais expressivos do mundo. Nosso povo é mítico, criativo, bem-humorado e expressa com alegria seu jeito de ser. Assim foi gerada a grande herança folclórica, transmitida de geração em geração. Tudo isso faz parte de nossa cultura e de nossa constituição como povo. Não podemos deixar morrer essas tradições que caracterizam nossa identidade.

Shutterstock
Shutterstock

A Igreja Católica reconhece a cultura como parte integrante do Bem Comum e explicita de forma clara no Catecismo:

"O bem comum exige o bem-estar social e o desenvolvimento do próprio grupo o desenvolvimento é o resumo de todos os deveres sociais. E claro, cabe à autoridade servir de árbitro, em nome do bem comum, entre os diversos interesses particulares. Mas ela deve tornar acessível a cada um aquilo de que precisa para levar uma vida verdadeiramente humana: alimento, vestuário, saúde, trabalho, educação e cultura, informação conveniente, direito de fundar um lar etc". (§1908)

São muitas as manifestações folclóricas que estão presentes em todas as regiões brasileiras, mas também são inúmeras as diferenças regionais que intensificam ainda mais a beleza de nossa cultura. Cada região tem seu folclore, o que faz do Brasil uma nação literalmente espetacular.

Shutterstock
Shutterstock

Não podemos nos esquecer que as culturas portuguesa, africana e indígena têm determinante influência em nossa cultura. Suas tradições estão enraizadas em nossa história, em nossa existência e compõem nossa identidade de povo brasileiro.

Vamos relembrar as lendas? Mula sem cabeça; Curupira, Saci Pererê...Vamos relembrar os travas língua? O peito do pé do Pedro é preto. É preto o peito do pé do Pedro...

Vamos relembrar as cantigas de rodas e cirandas? Fui ao Tororó beber água e não achei; Alecrim, alecrim dourado que nasceu no campo sem ser semeado...

Vamos relembrar as brincadeiras? Bandeirinha; garrafão; pula carniça...Vamos relembrar a sabedoria dos ditados populares: Quem com ferro fere com ferro será ferido; Casa de ferreiro o espeto é de pau...

 Quanta sabedoria nascida do coração de um povo! Um povo feliz! Não podemos deixar o folclore morrer!

.:: Museu de Taubaté (SP) reproduz mundo de Monteiro Lobato

Escrito por
Joana Darc Venancio (Redação A12)
Joana Darc Venancio

Pedagoga, Mestre em educação e Doutora em Filosofia. Especialista em Educação a Distância e Administração Escolar, Teóloga pelo Centro Universitário Claretiano. Professora da Universidade Estácio de Sá. Coordenadora da Pastoral da Educação e da Catequese na Diocese de Itaguaí (RJ)

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.