Dúvidas Religiosas

Por que existem tantas edições da Bíblia católica?

Padre José Raimundo Vidigal, C.Ss.R. (Arquivo pessoal)

Escrito por Pe. José Raimundo Vidigal, C.Ss.R.

12 MAI 2021 - 10H15

Shutterstock biblias (Shutterstock)

A Bíblia é uma só, mas como escrevi aqui no mês passado, há diferenças entre as edições católicas e as não católicas. Mas mesmo as católicas, em detalhes secundários divergem entre si quanto ao texto. Por que será?

A primeira razão é o público ao qual a Bíblia se destina. Existem Bíblias para crianças, para jovens, e também edições que resumem a Bíblia ou dela contêm só uma parte.

Outra razão é a finalidade para a qual a Bíblia é editada. A edição pode ser destinada a um público mais geral ou um público especializado, que deseja aprofundar seus estudos.

Shutterstock
Shutterstock

É preciso considerar também que a linguagem evolui. Muitas palavras, muitos modos de falar que nossos avós usavam, não estão mais em uso e podem até ser incompreensíveis para as pessoas de hoje. A mensagem de Deus deve ser comunicada de modo que seja entendida. “Comunicação não é o que você fala, é o que o outro entende”, disse David Ogilvy.

Também influi o progresso das ciências bíblicas, impulsionado por milhares de estudos publicados anualmente. Os exegetas continuam estudando o Livro Sagrado e com frequência propõem uma leitura alternativa de certas expressões. As descobertas de manuscritos antigos, principalmente os de Qumran, no deserto de Judá, têm ajudado a entender palavras obscuras que talvez tenham sido mal copiadas.

Leia MaisPor que a Bíblia católica possui 73 livros sagrados? Por que a Bíblia católica é diferente da evangélica?Esses motivos levam os editores a fazer, de vez em quando, uma “edição revista”, atualizada, para aprimorar o texto, corrigindo alguma pequena inexatidão.

Alguns falam que o Brasil católico deveria ter uma edição-padrão, uma Bíblia oficial da Igreja, portanto, um texto único, igual em todo o País.

Mas isto já temos realmente, pois os textos que ouvimos nas Missas são uniformizados, exatamente iguais em todo o território nacional. O mesmo Lecionário é usado por toda parte.

Para terminar, eis o que mais caracteriza cada edição da Bíblia católica: A linguagem usada, as introduções no início de cada livro bíblico; as notas explicativas ao pé das páginas; a existência ou não de mapas dos lugares bíblicos e de um quadro com as datas mais importantes da história bíblica. A qualidade desses itens torna a edição mais aprimorada ou menos boa.

As edições mais recentes oferecem, no final, um vocabulário que dá o sentido dos termos bíblicos mais obscuros. É mais um acessório que enriquece a Bíblia, melhorando sua compreensão.

Escrito por
Padre José Raimundo Vidigal, C.Ss.R. (Arquivo pessoal)
Pe. José Raimundo Vidigal, C.Ss.R.

Missionário Redentorista, diplomado em Teologia e em Ciências Bíblicas por Universidades de Roma e de Jerusalém. É o tradutor da Bíblia de Aparecida.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Dúvidas Religiosas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.